Diário da Região

05/10/2015 - 11h54min

Aos 34 anos

Vendedor morre sob suspeita de excesso de bebida alcoólica

Aos 34 anos

Atualizada às 00:20h

Um vendedor de 34 anos morreu na manhã de domingo, 4, durante festa em uma chácara de amigos, no distrito de Engenheiro Schmitt. Elton Johns Luis da Silva, morador de Rio Preto, tinha diabetes. A suspeita é que ele tenha sofrido uma crise desencadeada pela doença em função do consumo de bebida alcoólica. De acordo com o boletim de ocorrência policial, os amigos encontraram Elton desacordado em um quarto e chamaram o Samu. Mas ele já estava morto quando os socorristas chegaram.

Segundo familiares, Elton descobriu que tinha diabetes aos 24 anos. Desde então passou a tomar insulina injetável e a manter uma vida normal. Quem mais lhe orientava nos cuidados com a doença, principalmente com a alimentação, era a mãe, Antonia Silva. Foi ela quem escolheu o nome do filho, em homenagem a Elton John, cantor inglês. “Depois que a mãe morreu três anos atrás, Elton deixou de ter tanto cuidado. Porque era ela que pegava no pé dele”, conta a irmã, Marilda Silva.

O cunhado Roberto Massoco, 47 anos, diz que Elton já tinha apresentado piora da saúde em meses anteriores, mas como conseguia se recuperar, mantinha o estilo de vida. “Ele tomava cerveja, uísque e outras bebidas. Sempre aplicava insulina, mas a gente o aconselhava a se poupar mais”, diz o cunhado. Professor da Unicamp, o endocrinologista Marcos Tambascia diz que não há proibição de que os diabéticos tomem bebidas alcoólicas, desde que o consumo seja moderado.

“Pode tomar, no máximo, duas latinhas de cerveja. Porque o álcool em excesso faz baixar o índice de açúcar no sangue, o que pode gerar crises e até a morte”, explica o médico, que é membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Existem dois tipos principais de diabetes. A tipo 1 é causada pela destruição das células produtoras de insulina, que atinge 5% dos doentes. E a tipo 2, que resulta da resistência à insulina e de deficiência na secreção da mesma.

Ocorre em cerca de 90% dos diabéticos. Não tratada, a diabetes pode causar perda da visão, amputação de membros, doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC). “Hoje em dia, com os avanços no tratamento, todos podem ter vida normal, desde que sigam à risca o tratamento e visitem periodicamente o médico”, afirma o especialista.

 

 

 

>> Acesse aqui o Diário da Região Digital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.