Diário da Região

08/10/2015 - 11h02min

DIA DE FÚRIA

Mais um homem depreda UPA após se irritar com atendimento

DIA DE FÚRIA

Mais um homem foi preso por dano ao patrimônio público na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, na noite de quarta-feira, dia 7, depois de chutar e danificar a porta que dá acesso ao corredor dos consultórios. Este já é o segundo caso de depredação à unidade somente nesta semana.

O desempregado G.S.M., de 44 anos, disse em depoimento à polícia que danificou a porta porque estava insatisfeito com o atraso no atendimento médico. Ele foi detido pela Guarda Civil Municipal e levado à Central de Flagrantes.

Na delegacia, o delegado de plantão, Marcelo Goulart da Silva, deu voz de prisão em flagrante ao acusado, mas estipulou fiança de R$ 1 mil para que fosse solto. O dinheiro foi apresentado e o homem responderá em liberdade por dano qualificado ao patrimônio público.

A reportagem do Diário tentou falar com o homem que danificou a porta da UPA, mas ele não foi localizado para comentar o caso.

Outro caso

O mototaxista M.A.F., de 54 anos, ficou preso por um dia no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto por ter danificado, a chutes, uma pia e a porta de um consultório, também na UPA Norte. O caso aconteceu na madrugada de terça-feira, dia 6.

O homem, que foi solto na noite de quarta-feira, 7, se irritou porque sua mulher estava com quadro de pressão alta e ele precisou levá-la à unidade de saúde três vezes na noite de segunda-feira, dia 5. Na terceira vez, por volta da meia noite, pediu para que a mulher fosse internada, o que não aconteceu de imediato, motivando a revolta do mototaxista, que depredou, a chutes, uma pia e a porta de um consultório.

A mulher dele só foi internada duas horas depois, mas o mototaxista foi preso. Ele foi detido por guardas civis municipais, que precisaram usar até uma arma de choque para contê-lo. Depois, foi levado à Central de Flagrantes, onde recebeu voz de prisão, sem direito a fiança.

O homem foi encaminhado ao CDP e solto no dia seguinte. Ele vai responder por dano qualificado ao patrimônio público. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Saúde disse, em nota, que a paciente (mulher do mototaxista) foi prontamente atendida pela UPA, e que o atendimento respeitou o protocolo de urgência e emergência, "o que não justifica os danos praticados ao patrimônio".

Nesta quinta-feira, 8, a Secretaria de Saúde emitiu uma nova nota, informando que já abriu procedimento apuratório a fim de investigar o atendimento prestado na rede pública de saúde em ambos os casos.

Colaborou Gabriel Vital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso