Diário da Região

22/03/2016 - 12h56min

CAIXAS DE PEIXE

Funcionários são presos por desvio de mercadoria

CAIXAS DE PEIXE

Dois funcionários de uma peixaria foram presos na manhã desta segunda-feira,  dia 21, suspeitos de desviarem mercadoria do estabelecimento, no Parque Industrial Campo Verde, em Rio Preto.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que dois homens estariam passando mercadorias de um carro para outro, em atitude suspeita, no bairro Dom Lafaiete Libânio.

No local indicado, policiais encontraram um dos veículos citados pelo denunciante, um Fiat Fiorino, estacionado e o motorista foi identificado como Denilson da Silva Costa, 26 anos. Durante a abordagem, o motorista se apresentou como entregador da peixaria e afirmou que estava em posse das notas fiscais da mercadoria do veículo, que se tratava de peixe.

Acompanhando as notas fiscais, policiais conferiram toda a mercadoria que estava no veículo e encontraram uma divergência. De acordo com as notas fiscais, o veículo deveria estar carregado com 11 caixas de peixe. No entanto, haviam 15 caixas de peixe, quatro a mais do que constava nas notas fiscais.

Segundo registro policial, o motorista teria confessado que fazia o desvio de caixas de peixe, com a ajuda de outro funcionário da peixaria, um vendedor, que separava as caixas no depósito e carregava o veículo para entregas à um cliente fixo.

Policiais seguiram para a sede da empresa, acompanhados pelo suspeito, e no local, em contato com o representante da peixaria, o mesmo constatou que, de fato, a mercadoria estava sendo desviada. O representante afirmou ainda que já estava desconfiado do desvio, mas ainda não tinham investigado sobre a autoria do crime.

O vendedor que estaria ajudando Denilson no desvio de mercadorias, foi identificado como André Oliveira Marques, 27 anos. O vendedor também teria confessado à polícia que ajudava no desvio da mercadoria, colocando caixas a mais no carro de entrega conduzido por Denilson.

Questionados sobre os motivos que os levaram à este crime, Denilson teria alegado que precisava de dinheiro, especialmente pelo fato de sua esposa estar grávida. Já André, teria confessado que estava sendo ameaçado por ex-funcionários da peixaria, que foram demitidos por serem ex-presidiários, e que os mesmos o acusavam de ter vazado essa informação.

Os dois foram presos por furto qualificado e permanecerão à disposição da Justiça. O caso será investigado pelo 7º Distrito Policial.

Colaborou Laura Karan

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso