Diário da Região

24/11/2015 - 10h36min

ÁLCOOL E DIESEL

Três são detidos por furto e receptação de combustíveis

ÁLCOOL E DIESEL

Colaboração/Gabriel Vital Galões de combustíveis foram encontrados nos carros dos suspeitos. (Foto: Colaboração/Gabriel Vital)
Galões de combustíveis foram encontrados nos carros dos suspeitos. (Foto: Colaboração/Gabriel Vital)

Dois caminhoneiros foram detidos na madrugada desta terça-feira, dia 24, suspeitos de furto de combustíveis. Os motoristas, que transportam álcool e óleo diesel, estariam vendendo a carga ilegamente a terceiros. Outros dois homens são suspeitos de receptação, por estarem comprado combustíveis dos caminhoneiros.

Segundo informações da Polícia Militar, os motoristas E.R.L., de 28 anos, e F.C.C., de 31 anos, estariam vendendo, respectivamente, óleo diesel e ácool. O diesel era vendido a R$ 1,50 por litro. Já o motorista que vendia o álcool não informou o valor de venda à polícia. Eles responderão por furto.

Os outros dois suspeitos são o vigilante G.S.D., de 44 anos, que foi detido, e o mecânico I.L.M., que ainda não foi localizado. Os dois responderão por receptação.

O flagrante aconteceu por volta da 00h30, quando policiais militares que faziam patrulhamento de rotina pela avenida Octávio Luis Marchand perceberam uma movimentação suspeita de pessoas próximas aos caminhões de combustíveis, que ficam estacionados no local.

A polícia parou para verificar e encontrou, próximo a um dos caminhões, o carro do mecânico I.L.M., um Fiat Punto, carregado com vários galões de álcool, totalizando 210 litros do combustível. O veículo estava aberto e não havia ninguém por perto. Uma caminhonete Chevrolet S-10, que pertence ao vigilante G.S.D., também foi encontrada abandonada próximo aos caminhões. O veículo estava carregado com quatro galões de óleo diesel, totalizando 80 litros do combustível.

Enquanto revistavam os carros, um celular, deixado no interior do Punto, começou a tocar. Os policiais atenderam e quem estava do outro lado da linha era a mulher do mecânico. Ela foi chamada ao local e reconheceu o carro, mas disse à polícia que não sabia onde estava o marido. Ele ainda está foragido.

O vigilante, dono da caminhonete, foi encontrado em sua casa, em Mirassol. Os policiais não souberam informar como o suspeito chegou à cidade. O vigilante foi levado à Central de Flagrantes, em Rio Preto, onde prestou depoimento. Ele foi preso, mas pagou fiança de R$ 2 mil e responderá pelo crime em liberdade.

Os dois caminhoneiros que estariam vendendo combustíveis também foram levados à delegacia, onde prestaram depoimento à Polícia Civil. Os motoristas foram presos em flagrante por furto e encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto.

O dono de uma das transportadoras também compareceu à Central de Flagrantes na manhã desta terça-feira. Ele preferiu não falar à reportagem, mas disse que a empresa foi lesada. Ele não soube informar se os motoristas sofrerão alguma consequência.

Colaborou Gabriel Vital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso