Diário da Região

08/04/2015 - 02h30min

Alta tensão

Pelarin agora quer 'salvar' meninos da Galante Nora

Alta tensão

Johnny Torres Escola Galante Nora, onde o juiz Pelarin esteve ontem com promotor e polícia, a pedido da diretoria
Escola Galante Nora, onde o juiz Pelarin esteve ontem com promotor e polícia, a pedido da diretoria

Depois de passar as duas últimas semanas tentando controlar o clima de tensão instalado na escola estadual do Parque Nova Esperança - onde menores provocaram quebra-quebra e 17 deles foram internados na Fundação Casa - o juiz da Vara da Infância e Juventude de Rio Preto, Evandro Pelarin, procura resolver problemas de indisciplina em mais uma escola: a estadual Maria Galante Nora, no Jardim Belo Horizonte.

A pedido da direção da escola, o juiz esteve ontem na unidade de ensino acompanhado do promotor André Luís de Souza e das polícias Civil e Militar. No entanto, o que era para ser apenas uma manhã de aconselhamento das autoridades aos cerca de 500 alunos da instituição, virou momentos de tumulto, com o registro de um caso de desacato por parte de um adolescente de 17 anos a policiais civis. O pai do adolescente afirmou, em entrevista, que o menino foi agredido durante uma suposta conversa com um policial. "Enquanto eu estive lá, vi que apenas houve um desacato de aluno que foi resolvido pelo promotor dentro da própria escola", disse Pelarin.

Mas não foi só. Durante a visita, uma adolescente, de 15 anos, foi conduzida ao Fórum acusada de fazer ameaças constantes aos colegas da mesma escola. Ela foi ouvida pelo promotor, que solicitou que o juiz determinasse advertência formal o que foi feito. Logo depois, ela foi liberada aos pais. Em caso de reincidência, ela pode até receber medida socioeducativa. Dependendo da gravidade, pode inclusive ser internada.

O juiz informou que fará um relatório, que será enviado para a Secretaria de Educação com orientações sobre a segurança. "A ideia é abrir uma discussão de que a segurança deve ser feita por profissionais preparados. Não se pode deixar essa questão para professores e diretores", disse.

A ação pode ser estendida para outras escolas, desde que o convite parta da direção. "Quando convidados, sempre tentaremos atender aos diretores, todos", disse Pelarin, acrescentando, sobre a Galante Nora: "Vi uma escola enorme, com mais de 500 alunos num só período. E vou confessar: me deu muita dó, pena mesmo, dos professores e da direção. Eles estão se desdobrando para manter um mínimo de condições de trabalho. Mas a força da baderna, da indisciplina está grande, perturbadora".

A Diretoria Regional de Ensino de Rio Preto informou entender que o enfrentamento à violência no ambiente escolar deve ocorrer em diversas frentes, que englobam polícia, justiça, comunidade escolar e família. Sobre a solicitação da Justiça pela diretoria da escola, a secretaria não se manifestou.

Nova Esperança terá 'dia de cidadania'

Depois de ser alvo de vandalismo e cenário para dias de tensão e medo, a escola estadual Parque Nova Esperança de Rio Preto recebe, amanhã, às 9h, o Dia de Cidadania. O evento é organizado pela Vara da Infância e Juventude de Rio Preto, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) e outras organizações do município. 

De acordo com o juiz da Infância e Juventude de Rio Preto, Evandro Pelarin, o objetivo do evento é 'resgatar' os adolescentes e a comunidade da delinquência que se instalou na escola e no bairro . "O principal foco de ação será oferecer postos de trabalho para adolescentes, por meio de instituições de aprendizagem, como a Arprom."

Os jovens serão cadastrados em cursos técnicos gratuitos, como sugerido pelo Ministério Público (MP). "Não estamos achando que será a solução ou que vamos mudar tudo de agora em diante, mas estamos iniciando um trabalho de resgate por aquele bairro." 

 

 

>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.