Diário da Região

24/05/2016 - 00h00min

RUMO À FLÓRIDA

Mula rifada vai bancar tratamento com células-tronco

RUMO À FLÓRIDA

Sergio Isso Leonel Pereira Comar com a mãe Ana Silvia Pereira, em Guapiaçu: fé em tratamento
Leonel Pereira Comar com a mãe Ana Silvia Pereira, em Guapiaçu: fé em tratamento

Com o dinheiro da rifa da sua mula, de um chapéu e de camisa do Corinthians autografada, o jovem de Guapiaçu Leonel Pereira Comar, 27 anos, parte hoje para os Estados Unidos na esperança de voltar a caminhar. Desde 2014, ele só movimenta o pescoço e a cabeça. Sua última esperança é um tratamento com células-tronco, realizado há 15 anos por uma clínica de Sunrise, na Flórida. A primeira sessão custa R$ 35 mil, sem calcular gastos com viagem e hospedagem. Ele conseguiu arrecadar R$ 74,6 mil.

O fisioterapeuta Pablo Andrei Appelt, de Uberaba, interior de Minas Gerais, que indicou o tratamento, acredita que serão necessárias até seis sessões. As demais deverão custar R$ 7 mil cada. Com base na cotação do dólar a R$ 3,50, a família de Leonel calcula que os gastos com todas as sessões, hospedagem e passagens podem chegar a R$ 300 mil. “A vontade é grande. Sei que a primeira aplicação não vai dar resultado imediato. Mas quando voltar com a terapia intensiva, vai começar a dar resultados. Agradeço a todos que ajudaram com dinheiro e com a fé”, disse Leonel.

 

Arte - Mula - 24052016 clique na imagem para ampliar

Appelt já encaminhou seis pacientes brasileiros aos Estados Unidos e diz que em todos notou evolução. “Um paciente com lesão medular surpreendeu, e muito, com a capacidade de movimentar os braços. Já outro, com traumatismo crânio encefálico, voltou a memorizar os assuntos”, disse o fisioterapeuta. Ao saber desses casos, a família de Leonel procurou Appelt. O tratamento consiste em retirar células gordurosas do abdome e injetar na medula.

“Essas células se transformam em tecido nervoso e podem refazer a parte lesionada”, explicou o fisioterapeuta. “Normalmente são necessárias seis aplicações, mas a primeira poderá ter resultados em três meses.” Apesar do alto custo e o histórico de recuperação, Leonel viaja sem garantia nenhuma. A própria clínica norte-americana deixa isso claro. “Vamos na fé! Não temos mais nada que pode ser feito no Brasil”, disse a mãe de Leonel, Ana Silvia Pereira Comar.

A rifa da mula

O drama de Leonel começou no dia 3 de março de 2014, após cair da mula Paloma no sítio da família em Guapiaçu. Desde então, ele passa o dia entre cadeiras de rodas e cama. Também perdeu boa parte da voz depois de quase um ano de traqueostomia. Do pouco que fala, repetiu à véspera do embarque que “há esperança”. No total, Leonel permaneceu 105 dias internados. Desses, 85 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e contraiu mielite transversa aguda, infecção da medula, fruto de infecções virais ou bacterianas.

A mula Paloma, de candidata a vilã, ajudou Leonel a sonhar com o tratamento nos Estados Unidos. Ela foi rifada e garantiu R$ 59 mil - cada número custou R$ 50. “Vou rifar a Paloma com dor no coração”, disse Leonel, em janeiro. O animal foi entregue no último mês de março. A camisa do Corinthians e uma violada arrecadaram, respectivamente, R$ 9,6 mil e R$ 6 mil. Todo o dinheiro é investido na recuperação. Desde o acidente, Leonel conta com sessões diárias de fisioterapia, terapeuta ocupacional, nutricionista e fonoaudióloga.

O segundo raio

Apaixonado por animais e montaria, Leonel já havia sofrido um terrível acidente aos 5 anos quando amarrou a corda do cavalo em sua barriga e foi arrastado por 110 metros. Por causa disso, ele passou a sofrer dislexia - memoriza apenas o que ouve e esquece o que lê. Os dois acidentes aconteceram no Carnaval: com o cavalo no dia 14 de março de 1994 e com a mula no dia 3 de março de 2014.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.