Diário da Região

19/06/2015 - 00h00min

CAMINHO TRAVADO

Acidente com morte engarrafa a SP-310

CAMINHO TRAVADO

Sergio Isso Congestionamento provocado por acidente envolvendo moto, carro e caminhão
Congestionamento provocado por acidente envolvendo moto, carro e caminhão

Um escrivão de polícia morto e nove pessoas feridas, ontem de manhã na rodovia Washington Luís: é mais um indício de saturação na rodovia que se transformou em uma espécie de avenida entre Rio Preto e Mirassol. De 2010 a 2014, o fluxo de veículos aumentou 21%, de acordo com a Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Nestes quatro anos, o volume diário de veículos saltou de 53.180 para 64.797, o que resulta em congestionamentos de segunda a sexta entre as duas cidades.

O comandante da Polícia Rodoviária de Rio Preto, Cláudio Ferreira da Silva, diz que pico dos congestionamentos na rodovia acontece em dois períodos do dia, das 6h às 8h e das 17h as 19h. "Os acidentes ocorrem por culpa dos motoristas. Eles não mantêm a distância correta entre os veículos. Como andam em alta velocidade, qualquer brecada se transforma em colisão”.

Alternativa

Uma alternativa provisória para melhorar o fluxo, na opinião do professor Coca Ferraz, de engenharia de trânsito da USP de São Carlos, é implantar mais sinalização e radares para reduzir a velocidade na pista. "Precisam obrigar os veículos a trafegar a 60km, velocidade de trecho urbano. Assim serão reduzidos os riscos de acidentes", recomenda o especialista. Como solução definitiva, Ferraz sugere que seja implantada a terceira pista.

"A curto prazo seria vital a ampliação da rodovia, nos dois sentidos da pista. Posso falar disso, porque conheço bem este trecho da Washington Luís de Rio Preto." A terceira faixa, aliás, já está sendo cobrada pelo promotor de Justiça de Rio Preto, Cláudio dos Santos, que abriu inquérito, na semana passada, para descobrir se há obrigação contratual da concessionária Triângulo do Sol em fazer a ampliação da pista.

A Triângulo do Sol afirma que o contrato não prevê a construção da terceira faixa, mas a Artesp diz que a concessionária tem 12 dias para entregar o estudo e orçamento da obra.

 

José Geraldo Biselli - morte acidente SP-310 O escrivão da Polícia Civil José Geraldo Biselli morreu após ser atingido por um caminhão

Escrivão morre ao socorrer vítima

O acidente que matou o escrivão de polícia José Geraldo Biselli, 68 anos, de Fernandópolis, e deixou outras nove pessoas feridas, provocou um congestionamento de nove quilômetros no trecho entre Rio Preto e Mirassol.

Tudo começou por volta das 8 horas, quando uma mulher perdeu o controle da moto e caiu na pista. Biselli foi socorrer. Formou-se um congestionamento. Uma viatura da Polícia Civil de Fernandópolis, uma ambulância da Triângulo do Sol e uma moto pararam para ajudar a vítima e foram atingidos por um caminhão-reboque. Biselli foi atingido. O motorista do caminhão, Paulo César Caetano, 44 anos, diz não ter visto os carros parados no trecho, apesar de o local do acidente já estar sinalizado.

Levado para a Delegacia Seccional, Caetano foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi submetido a exame de sangue para a dosagem de alcoolemia, que deu negativo. “Ele responderá em liberdade por homicídio culposo”, afirmou o delegado seccional José Mauro Venturelli.

A Polícia Civil informou que o motorista possui habilitação para dirigir na categoria D, mas para conduzir carreta-reboque é necessário a categoria E. Por isso, ele irá responder processo administrativo. O trabalho de retirada da carreta durou cerca de três horas. A limpeza da pista foi feita pela Triângulo do Sol. A rodovia foi liberada por volta das 16 horas. O corpo do escrivão José Geraldo Biselli foi velado em Fernandópolis. A família dele autorizou a doação das córneas.

 

Viatura da Polícia Civil e motos acidente Viatura da Polícia Civil e as duas motos atingidas pelo caminhão

Mais cautela, menos curiosidade

O Corpo de Bombeiros teve dificuldade para socorrer o grande número de vítimas do acidente na rodovia Washington Luís. "No primeiro momento, não tínhamos a quantidade de efetivo para atender as vítimas. O que mais nos deixou abalados é que a maioria das vítimas tinha parado no local justamente para ajudar (a moça que caiu da moto),” afirmou a tenente Lidiara Lenarduzzi.

Os bombeiros recomendam às pessoas que, ao passar por um acidente em rodovias devem redobrar atenção. “Pedimos a cautela dos condutores dos veículos. Deve-se ter um pouco mais de cautela para não se envolver ou provocar outro acidente.", ressalta a tenente. De acordo com a Polícia Rodoviário, parte do congestionamento do trecho foi causado por motoristas que reduziram a velocidade dos veículos, para ver e até fotografar com celulares o local do acidente. A Polícia Rodoviária lavrou 17 multas por falta de uso de cinto de segurança um motociclista com a viseira aberta também foi multado.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso