Diário da Região

28/05/2015 - 00h00min

INVASÃO DE PRIVACIDADE

Um descuido, e estudante vai parar em site de pornografia

INVASÃO DE PRIVACIDADE

Reprodução de vídeo Dois anos atrás, vídeo de adolescente fazendo sexo com o namorado viralizou na internet
Dois anos atrás, vídeo de adolescente fazendo sexo com o namorado viralizou na internet

A Justiça de Rio Preto determinou que o Google retire de seus sistemas de busca o nome de uma rio-pretense de 18 anos, que teve um vídeo íntimo disseminado em sites de pornografia. A vítima alega que as imagens causam constrangimento e estão atrapalhando seu relacionamento com o atual namorado e a vida profissional. Na decisão, o juiz Cristiano de Castro Jarreta Coelho, da Vara do Juizado Especial Cível, determina ainda que o Google remova da memória cachê (sistema de busca) os links dos sites que postaram o vídeo. O empresa de tecnologia tem o dia 4 de junho para se manifestar.

Em 2013, Elen (nome fictício), na época com 17 anos e estudante do colégio estadual Monsenhor Gonçalves, autorizou o então namorado a utilizar o celular dela para gravar um vídeo íntimo dos dois. Porém, o celular dela foi furtado na escola e as imagens divulgadas em um site de pornográfico. Em pouco tempo, o vídeo se espalhou em páginas da internet e em mensagens pelo aplicativo WhatsApp. São pelo menos 20 sites que exibem o conteúdo. Nas imagens, ela aparece tendo relação sexual com ex-namorado. Até o rosto dela é exibido.

“Aceitei gravar o vídeo pois eu já namorava há três anos e foi um momento nosso. Fiquei muito assustada, com vergonha e não acreditei no que estava acontecendo”, disse ela em entrevista ao Diário em novembro de 2013, quando ela fez boletim de ocorrência para denunciar a difamação que sofreu.

Apesar do vídeo estar hospedados em mais de 20 sites, a advogada optou em entrar com ação apenas contra o Google. “O Google é o principal site de busca. Retirando de lá o vídeo automaticamente será pouco visto”, disse a advogada Larissa Zechin. A jovem não foi encontrada ontem para comentar o caso.

Outros casos

O caso de Elen não é único em Rio Preto e alerta para os riscos da troca de mensagens ou fotos íntimas, o chamado sexting. Dezenas de meninas do município já foram prejudicadas e passaram constrangimento ao ter suas imagens divulgadas na internet. São pelos menos 24 casos na cidade.

O mais recente foi o de uma jovem de 19 anos. Só dela são pelo menos dez fotos nuas circulando pelo aplicativo WhatsApp. Por causa do constrangimento, a jovem desativou seus perfis nas redes sociais e deixou de frequentar algumas atividades, como academia de musculação, por exemplo.

Seus arquivos seguros

Imagens que são compartilhadas na rede de internet não podem mais ser deletadas, já que uma vez postada, é perdido o controle sobre ela. Por isso, a dica, segundo cartilha da SaferNet - associação composta por especialistas em internet -, é nunca enviar fotos íntimas ou que possam causar constrangimento, mesmo que para alguém de confiança.

Mas, para casais que querem fazer uso da tecnologia para apimentar a relação, o conselho é utilizar mecanismos de segurança para evitar a exposição em casos de furto ou roubo do celular. “Alguns programas aplicativos possibilitam ao usuário acessar os arquivos em nuvens e removê-los ou deletá-los, mesmo se o celular for furtado”, afirmou Daniel Trindade, especialista em segurança na internet.

CUIDADOS:
?
 

COMO AS IMAGENS CAEM NA REDE

:: Compartilhamento entre amigos. É comum perder o controle, cair nas mãos erradas e viralizar na web
:: Furto ou roubo do aparelho
:: Ação de hacker

O QUE PODE DAR ERRADO?

:: Na internet, não existe controle sobre imagens divulgadas, por isso a importância dos cuidados. Pessoas mal intencionadas podem se aproveitar para publicar vídeos ou fotos sem autorização. Pense nas consequências, afinal de contas, no futuro, seus filhos, sua família e colegas de trabalho poderão ver o que foi divulgado. Na internet, tudo é para sempre.

COMO SE PROTEGER?

:: Existem aplicativos para o sistema Android, com o Android Device Manager, o Cerberus e o Prey que bloqueiam seus dados em caso de furto. O próprio sistema do aparelho oferece opções de segurança, como o desbloqueio de fotos e vídeos com senha numérica ou desenho. O sistema IOS já possibilita que usuário acesse os arquivos em nuvem e delete ou remova todo os arquivos do celular.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso