Diário da Região

16/07/2015 - 00h00min

PERIGO

Linha com cerol fere PM de moto

PERIGO

Guilherme Baffi PM exibe braço ferido e retrovisor da moto danificado em acidente motivado por linha com cerol
PM exibe braço ferido e retrovisor da moto danificado em acidente motivado por linha com cerol

A brincadeira é antiga e ainda mais frequente nesta época de férias, mas pode se tornar uma diversão perigosa. Empinar pipa com cerol (mistura de cola e caco de vidro triturado) traz riscos a motociclistas, ciclistas e até aeronaves. Imagina o perigo de ser atingido por uma linha com cerol a 50, 60 km/h?

Um policial militar, de 37 anos, foi atingindo anteontem enquanto trafegava de moto pela avenida Benedito Rodrigues Lisboa, no Jardim Vivendas, em Rio Preto. Uma antena instalada na moto como equipamento de proteção foi o que salvou a vida dele. A linha bateu na antena, desequilibrando a vítima, que teve uma lesão superficial no pescoço, mas devido à queda da moto sofreu diversas escoriações pelos braços, cotovelos, mãos e pernas.

“Quando vi que a linha bateu na antena já abaixei, pegou de raspão. Meu reflexo foi frear, e a moto desequilibrou”, contou o policial. Pela antena ele pagou R$ 14, e acredita que foi graças a esse equipamento que não teve ferimentos mais graves. “Fica feio, mas é para prevenção. Foram os R$ 14 mais bem pagos. Só estou contando isso agora porque a instalei assim que comecei a andar de moto.” Crianças, adolescentes e até adultos ignoram o perigo e continuam empinando pipas com cerol. Neste ano, até junho, a Guarda Municipal fez 386 apreensões de pipas.

No ano passado, foram 932 apreensões; e 1,5 mil em 2014. “Tem diminuído, mas ainda é grande o número de pessoas que arriscam a própria vida, a de outros que utilizam a via pública e também de aeronaves de pequeno porte. Uma linha dessas pode atingir o motor e derrubar uma aeronave”, disse o coronel João Roque de Souza, diretor da Guarda Municipal.

Com o objetivo de conscientizar a população quanto ao perigo do uso de cerol, a Guarda Municipal atua em três frentes: realiza campanhas em escolas, atende denúncias através do telefone 153 e encaminha equipes para verificar e ainda faz blitz em locais onde há aglomeração de pessoas empinando pipas. No início do mês, a ação nas ruas foi intensificada. “Independentemente de ter cerol ou não, a linha esticada já oferece perigo e é cortante, o cerol é um produto agregado. O ideal é que essa brincadeira saudável de empinar pipas ocorra em locais descampados”, afirmou o coronel Roque.

O cerol é proibido e em Rio Preto desde 2011. Quem for pego soltando pipa com o produto paga multa de meio salário mínimo (R$ 394) e em caso de reincidência, o valor é de um salário mínimo (R$ 788).

Desde 2011, existe um projeto de lei na Câmara dos Deputados para criminalizar a utilização de cerol em todo o País. A proposta, do ex-deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), altera o artigo 132 do Código Penal e “tipifica como crime a utilização de cerol em pipas ou papagaios, assim como elaboração, produção fornecimento, comercialização das linhas mencionadas.” O projeto segue em discussão na Câmara.

Em caso de lesão corporal ou morte, o responsável responde criminalmente. “Se for menor de 12 anos, os pais ou responsáveis podem responder por omissão de cautela. Maiores de 12 anos respondem de acordo com o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, afirmou o comandante da PM, tenente coronel Luiz Roberto de Oliveira Vicente.

Fábrica

No último dia 28, a Polícia Militar de Rio Preto descobriu uma casa, no bairro Lealdade onde funcionava um comércio ilegal do produto. Foram apreendidos 66 carretéis de linhas com o “cortante”. Os responsáveis, um casal, foram ouvidos, assinaram um termo de responsabilidade e foram liberados.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.