Diário da Região

09/09/2015 - 00h00min

Levantamento

248 aparelhos médicos estão encostados

Levantamento

Guilherme Baffi Aposentada Miriam Moretto, 74 anos, aguarda há três meses um exame de ultrassom
Aposentada Miriam Moretto, 74 anos, aguarda há três meses um exame de ultrassom

Enquanto pacientes esperam dois anos por exames na rede pública de saúde de Rio Preto e meses na rede particular, o município tem 248 equipamentos médicos sem uso. Os dados são do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) do Datasus, sistema do Ministério da Saúde. Levantamento do Diário mostra que estão parados 49 aparelhos do Sistema Único de Saúde (SUS) e 199 na rede particular, em clínicas e hospitais. O número inclui equipamentos quebrados, em manutenção ou novos, mas que ainda não foram instalados.

A inoperância prejudica ainda mais quem precisa de tratamento, principalmente na rede pública de saúde. A operadora de caixa Solange (nome fictício), 56 anos, espera há dois anos por um ultrassom abdominal pelo SUS. Com dores, ela procurou um médico em 2013. O especialista indicou o exame. Até hoje, não conseguiu ser atendida.

“Primeiro, perderam meu papel. Depois voltei para perguntar e nada. Hoje, vim de novo saber. Faz dois anos que estou esperando. O atual prefeito reformou as unidades, mas não aumentou o número de médicos. Pelo contrário, os bons estão indo embora”, disse a paciente ontem, no Ambulatório de Especialidades de Rio Preto. Ela não quis se identificar por medo de atrasar ainda mais o exame.

Outra na mesma situação é a aposentada Miriam Moretto, 74 anos. “Meu marido esperou dois meses uma tomografia, isso porque ele precisava com urgência. Agora estou esperando um exame de ultrassom há três meses”, afirmou. A lista de equipamentos sem uso no Sistema Único de Saúde de Rio Preto inclui três de ultrassom, que deveriam funcionar no Hospital Dia, Núcleo de Reabilitação, ambos de administração pública, e no Instituto de Urologia e Nefrologia, que é particular.

Ainda estão no levantamento aparelhos necessários para manter os pacientes vivos, como os específicos de hemodiálise. Segundo o Ministério da Saúde, são quatro sem uso em Rio Preto, dois deles no Hospital de Base (HB) e dois no Instituto de Urologia e Nefrologia.

 

arte_equipamentos_medicos quebrados Clique na imagem para ampliar

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) também estão com equipamentos sem uso. Dos 49 na rede pública, 38 são de instituições administradas pela Prefeitura de Rio Preto. A Secretaria de Saúde afirma que as unidades possuem reserva técnica e trabalham com o número de aparelhos de acordo com a demanda. Disse ainda que está atualizando o cadastro no CNES.

Já o Ielar explicou que não procede a informação de que duas bombas de infusão estão sem uso; e o Instituto de Urologia e Nefrologia disse que os equipamentos de hemodiálise ficaram um mês sem uso por conta de reforma e que o aparelho de ultrassom foi doado. O HB respondeu aos questionamentos da reportagem com a notícia de que adquiriu 20 novas máquinas de hemodiálise e agora passa a contar com 40 equipamentos, atendendo 320 pacientes por dia.

Em nota, o Ministério da Saúde alegou que 98,7% dos equipamentos existentes no SUS, em Rio Preto, estão em uso, segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, cujo preenchimento é de responsabilidade do gestor local. Os demais (1,3%) são aparelhos em manutenção, que foram substituídos por novos produtos ou aguardam instalação.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso