Diário da Região

07/11/2015 - 00h00min

oferta e demanda

Fatec ‘caça’ aluno na rede pública de ensino

oferta e demanda

Sergio Isso Alunos do curso de tecnologia em agronegócios da Fatec: baixa procura no período matutino
Alunos do curso de tecnologia em agronegócios da Fatec: baixa procura no período matutino

Preocupada com a baixa demanda de alunos, a Fatec de Rio Preto iniciou um projeto para “caçar” alunos de escolas públicas na região. Professores da faculdade têm visitado escolas da rede estadual para apresentar os quatro cursos oferecidos pela instituição por meio de palestras e minicursos e, assim, atrair mais estudantes.

Já são 20 escolas da Direção Regional de Ensino de Rio Preto visitadas pelo projeto. “Cerca de 75% dos nossos alunos são da rede pública, por isso queremos reforçar esse laço com o ensino médio”, diz Waldir Barros Fernandes Júnior, diretor da Fatec rio-pretense.

Atualmente a faculdade, com campus no bairro Eldorado, zona norte, tem 1,1 mil alunos, distribuídos em quatro cursos tecnológicos, três deles presenciais, com duração de três anos: tecnologia em agronegócios, análise e desenvolvimento de sistemas, informática para negócios e gestão empresarial (a distância).

O problema maior está na baixa demanda nas turmas da manhã, principalmente no curso de agronegócio: em 2013, não houve alunos suficientes para a abertura de turma e até anteontem a relação candidato-vaga para o próximo vestibular, em dezembro, é de 0,8. Ou seja: há mais oferta do que demanda. “Queremos elevar essa relação para 1,5, para estimular a concorrência e melhorar o processo seletivo”, afirma a relações públicas da entidade, Solange Belentani.

Entre os temas das palestras nas escolas estaduais estão a origem dos alimentos, agricultura familiar, empreendedorismo e inteligência artificial. “De um modo geral, os estudantes se interessam e se sentem atraídos pelos assuntos abordados”, diz Danila Comelis Bertolin, coordenadora do curto de tecnologia em agronegócios.

Segundo a direção da faculdade, os cursos externos têm provocado um aumento na demanda pelos cursos tecnológicos. “Tem crescido a procura sim, mas o crescimento é ainda gradual, pois o aluno da rede estadual precisa querer ir para a educação superior”, diz Fernandes Júnior.

Para ele, o maior problema enfrentado pela instituição é o preconceito em relação ao curso tecnológico, com duração menor do que o bacharelado. “Existe a mentalidade de que só o bacharelado é bom, o que é uma grande bobagem.” Segundo ele, dos alunos formados em cada semestre no campus local, entre 85% e 100% deles conseguem emprego, dependendo do curso.

Esses números estimulam estudantes como Ana Paula Figueiredo, 20 anos, aluna do quinto período do curso de tecnologia em agronegócios. “O curso me fez entender melhor o País e abriu a oportunidade de fazer estágio em uma empresa agroindustrial”, diz. Antes de estudar na Fatec, ela concluiu o ensino médio na escola técnica Philadelpho Gouveia Netto.

 

Fachada predio_antiga IPA Fachada da antiga sede do IPA

Novo campus só em 2020

Cinco anos após ser desativada, a sede do antigo Instituto Penal Agrícola (IPA) em Rio Preto segue às moscas. No local está previsto um campus da Fatec, mas até agora nada saiu do papel. O imóvel só não foi depredado porque é protegido por vigilantes contratados pela instituição.

Segundo a direção da faculdade, o projeto arquitetônico da reforma do imóvel aguarda aprovação do governo estadual para só então a obra ser licitada. A previsão é de que tudo fique pronto só em 2020, a um custo final estimado de R$ 50 milhões, incluindo o mobiliário.

O projeto foi feito gratuitamente pelo arquiteto Fabiano Hayasaki. Segundo a direção, houve dificuldades na medição do prédio, um dos fatores que atrasou o projeto. Quando o imóvel estiver pronto, a Fatec deve se mudar do Eldorado para a antiga sede do IPA, que agregaria mais dois cursos: mecânica e manutenção de equipamentos médico-hospitalares. 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso