Diário da Região

07/11/2015 - 00h00min

índice de Breteau

Oito áreas registram alta na infestação do Aedes

índice de Breteau

Guilherme Baffi Móveis e eletrodomésticos velhos jogados em terreno da estância São Pedro: berçário do Aedes
Móveis e eletrodomésticos velhos jogados em terreno da estância São Pedro: berçário do Aedes

O índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito da dengue, voltou a ficar acima do padrão tolerável em Rio Preto e ainda registrou aumentou em oito setores, o que coloca a cidade novamente em situação de alerta.

O tolerável pela Organização de Saúde (OMS) é 1, mas em Rio Preto a média foi de 1,8. O Breteau é obtido com base no total de prédios, edifícios ou casas em que são encontradas larvas do mosquito da dengue, levando em consideração o número de imóveis visitados. A pesquisa é feita sempre três vezes ao ano (janeiro, junho e outubro) e o resultado serve para os gestores municipais traçarem estratégias de combate ao Aedes.

Para fazer o levantamento, a cidade foi dividida em 27 áreas. Em 19 delas houve queda no número de larvas encontradas, mas registrou-se aumento expressivo em outras oito. Outro dado importante é que em 12 setores da cidade, o índice está acima de 1.

A área de maior risco é a rural. Em outubro do ano passado, o índice foi de 2,5. Em outubro deste ano, mais do que dobrou, passando para 5,9. De acordo com a OMS, o número menor que 1 é classificado como tolerável; de 1 a 3,9, situação de alerta; e superior a 4, risco de surto. Pneus armazenados a céu aberto, garrafas, plásticos, entre outros produtos que acumulam água em caso de chuva são encontrados com frequência em imóveis e terrenos da área rural.

 

LeoterMazo_telas janelas casa Leoter Mazo recorreu a telas nas janelas para evitar que o mosquito entre em casa

Um desses berçários do Aedes fica ao lado da casa de Júlio Silva, 78 anos, e Catarina Simei Silva, 76 anos, na estância São Pedro. Resultado: os dois se juntaram a outros 21.522 rio-pretenses que tiveram dengue este ano. Foram 11 mortes nesse período.

Também morador do bairro, o motorista Leoter Mazo, 54 anos, recorreu a telas nas janelas para evitar que o mosquito entre casa. Ele e a mulher já sofreram os sintomas da dengue. Agora querem proteger os filhos Leoter, 7 anos, e Chellry, 10 anos.

Avaliação

Apesar de o Breteau estacionar no comparativo com o mesmo período do ano passado, o resultado foi positivo na avaliação do gerente da Vigilância Ambiental de Rio Preto, Abner Alves. Isso porque mostra que o mosquito está mais distante dos bairros mais populosos, o que colaboraria para a diminuição no número de casos.

“Na maioria das áreas consideradas de maior risco de transmissão da doença houve diminuição da população do mosquito. As áreas rurais apesar dos esforços realizados foram as que tiveram aumento significativo, porém estas áreas são isoladas geograficamente e com densidade demográfica menor, o que dificulta e diminui a disseminação da doença”, disse.

 

arte_indice breteau_outobro2015 Clique na imagem para ampliar

Gincana da dengue vai orientar alunos

Com objetivo de conscientizar as crianças sobre as formas de prevenção da dengue, uma gincana com 780 alunos, com idade entre 6 e 10 anos, será realizada na semana que vem, na escola municipal Silvio Benito Martini, no bairro Santo Antônio. O município quer que os estudantes se tornem multiplicadores das ações, a fim de evitar a proliferação do inseto com a retirada de potenciais criadouros de casa.

Os alunos terão de encontrar criadouros em casa e levá-los para a escola. A sala que coletar o maior número será premiada. Também serão passadas orientações sobre formas de transmissão, sintomas e prevenção. Os criadouros serão depositados na escola. Após o término da gincana, os materiais recicláveis serão vendidos e o valor arrecadado vai ser revertido para a Associação de Pais e Mestres (APM).

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso