Diário da Região

03/12/2015 - 00h13min

Obras

Plano de mobilidade urbana de Rio Preto fecha o ano engatinhando

Obras

Johnny Torres Obras complexo de viadutos na região de norte de Rio Preto
Obras complexo de viadutos na região de norte de Rio Preto

Anunciado com pompa como solução para o caótico trânsito de Rio Preto, o Plano Municipal de Mobilidade Urbana termina 2015 engatinhando. Apenas duas obras estão em andamento- uma delas teve início somente no ano passado, e o governo não tem estimativa concreta sobre prazos para iniciar outras intervenções. Inicialmente, a Prefeitura de Rio Preto havia destinado no Orçamento deste ano em torno de R$ 200 milhões para as obras de mobilidade. Quase a totalidade desse valor terá de ser "empurrada" para o ano que vem. " Foram previstos cerca de R$ 200 milhões dos recursos da mobilidade (empréstimo) que não ingressaram neste exercício (Orçamento de 2015)", disse a responsável pelas contas da Prefeitura. 

A secretária da Fazenda de Rio Preto, Mary Brito, disse ontem que a estimativa era de que os recursos para as obras entrassem neste exercício.  Só a construção de um complexo de viadutos com novo acesso à zona norte está em estado adiantado. Duas alças da obra foram liberadas. A segunda intervenção começou em novembro. Com custo estimado em R$ 47 milhões, o novo terminal de transporte coletivo, chamado de Estação Central Parque, está sendo construído na Praça Cívica. Em estado embrionário, a obra deve ser concluída apenas no final do ano que vem, caso o cronograma original seja cumprido à risca. Segundo a Prefeitura, o novo terminal poderá atender até 130 mil pessoas por dia, o que vai agilizar o sistema de transporte coletivo.

 

arte_obras mobilidades Clique na imagem para ampliar

Já a prometida construção de corredores exclusivos de ônibus, miniterminais e outros viadutos ainda não saíram do papel. O plano de mobilidade urbana prevê até a construção de um bicicletário que também ficará na Praça Cívica. As contratações só devem ocorrer no ano que vem. "Os recursos já foram previstos para o orçamento do ano que vem", afirmou. O Plano de Mobilidade recebe recursos do PAC (Plano de Aceleração de Crescimento), do governo federal. O empréstimo é de R$ 190 milhões; com contrapartida da Prefeitura, o valor total chega a R$ 210 milhões de investimentos. O convênio com a Caixa- que libera os recursos- foi assinado pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB) no início de fevereiro de 2014. Na ocasião, Valdomiro disse que apenas o complexo de viadutos na região norte iria beneficiar em torno de 150 mil pessoas. 

Com obras ainda no papel, o trânsito na cidade continua empacado. A constatação do atraso pode ser vista até pela internet. O sistema de consulta de andamento de obras públicas que recebem recursos via Caixa permite acompanhamento pelo site www.caixa.gov.br. Segundo o portal, as obras de mobilidade urbana em Rio Preto têm apenas 6,56% de execução, com investimento de R$ 12 milhões.

arte_obras ruas_caixae conomica federal Clique na imagem para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso