Diário da Região

03/12/2015 - 00h45min

FIM DE ANO

Haja buzina e paciência para encarar o trânsito

FIM DE ANO

Sergio Isso/Arquivo Contribuinte tem 30 dias para efetuar o pagamento ou apresentar sua defesa (Foto: Sergio Isso/Arquivo)
Contribuinte tem 30 dias para efetuar o pagamento ou apresentar sua defesa (Foto: Sergio Isso/Arquivo)

Buracos, interdições, obras. Está difícil de andar de carro pelo centro de Rio Preto? Prepara-se, vai ficar pior. Durante o mês de dezembro a expectativa é que as ruas e avenidas da cidade ganhem mais 100 mil veículos, o que representa um aumento de 30% na frota da cidade, que atualmente é de 350 mil. O incremento se deve a dois fatores: as férias escolares e as compras de fim de ano. A partir deste sábado, dia 5, o comércio de Rio Preto vai abrir no período noturno e a cidade vai receber consumidores de toda a região.

A orientação da Guarda Municipal é evitar atravessar pelo quadrilátero central, entre as avenidas Bady Bassitt e Alberto Andaló e as ruas Independência e Siqueira Campos. Com as obras antienchentes e os estragos provocados pelas chuvas, o trânsito nessas vias está sobrecarregado. De acordo com o coronel João Roque, diretor da Guarda, os agentes ficarão posicionados nos principais corredores de trânsito do Centro para orientar os motoristas e fazer o trânsito fluir.

"Temos que nos preparar para receber os consumidores nesta época do ano, já que com o horário estendido, muitas pessoas vem das cidades menores da região e não tem o costume de trafegar por aqui", diz o coronel. Além da orientação ao trânsito, os guardas também estarão atentos a possíveis crimes. "Teremos um contingente nas ruas para orientar os motoristas e outros agentes só para evitar qualquer ocorrência de crime", afirmou.

 

 

arte_atento as obras transito  Clique na imagem para ampliar

A pé

Quem já vai com frequência ao Centro já adota algumas técnicas para evitar perda de tempo em busca de vaga ou no trânsito lento do quadrilátero central. O eletricista José Alves, 48 anos, que o diga. "Eu prefiro parar quatro ou cinco quadras antes e andar a pé. É melhor do que passar quase uma hora procurando vaga para estacionar", disse. Já o comerciante Gilmar dos Santos, 54 anos, adotou uma outra estratégia. Ele prefere pagar e parar nos estacionamentos privados. "Para não ficar andando sem rumo com o carro e prejudicando ainda mais o trânsito, eu normalmente paro nos estacionamentos privados. Por dois motivos principais: segurança e comodidade", disse.

O presidente do Sincomércio, Ricardo Eládio Arroyo, alerta. Quem for encarar o Centro vai precisar ter paciência. "As vias paralelas e perpendiculares à Bady e à Andaló estão ficando ainda mais congestionadas com as interdições. Eu fiquei 40 minutos no trânsito para seguir pela rua Coronel Spínola de Castro entre a Marechal e a Siqueira Campos. Tudo isso por causa das obras na Bady, que estão congestionando ainda mais essa via. Não tem como escapar, uma vez que a obra na Bady ainda vai demorar para ficar pronta", afirmou.

Estacionamento custa até R$ 8 a hora

Quem precisar ir ao Centro, Boa Vista, Redentora ou na Santa Cruz, além de enfrentar o trânsito, é obrigado a pagar R$ 3 para estacionar na rua. Esse é o valor único do bilhete da Área Azul que dá direito a duas horas de estacionamento. Se não houver espaço na rua, o jeito é colocar o carro, a moto ou a caminhonete nos estacionamentos particulares, cujos preços da hora vária de R$ 2 à R$ 8, dependendo do veículo.

Os empresários donos de estacionamentos em Rio Preto afirmaram que não vão aumentar o preço para o final de ano. A maioria afirmou que o preço varia de acordo com o valor cobrado pela Área Azul e como este está alto, não vale a pena aumentar o preço dos estacionamentos privados.

"Não vamos subir o preço esse ano. É o terceiro ano seguido que o preço ficará o mesmo. O movimento tem caído desde julho. Espero que com o horário estendido o fluxo de carros melhore e com isso nossa renda aumente", diz o empresário José Carlos Moura, dono de um estacionamento no Centro.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso