Diário da Região

21/07/2015 - 00h00min

MACACADA REUNIDA

Moradores de Rio Preto relatam aumento da população de macacos

MACACADA REUNIDA

Guilherme Baffi Sagui come banana em horta de residência no Jardim do Lago, em Rio Preto
Sagui come banana em horta de residência no Jardim do Lago, em Rio Preto

A macacada invadiu a cidade. Uma legião de saguis por todo canto. É só deixar portas e janelas abertas que eles entram e pegam comida. Quando são vistos, viram atração. Assim acontece em diversos bairros de Rio Preto, onde os moradores convivem com aumento da população de saguis na área urbana.

Com o aumento da população e diminuição das matas, a convivência entre humanos e saguis em Rio Preto ficou inevitável. Portanto, é importante seguir o que orientam os especialistas para evitar acidentes com esses animais, cada vez mais presentes nas cidades.

No Jardim do Lago, em meio a asfalto e casas, as árvores da chácara de Evandro Ministro, 34 anos, viraram refúgio desses pequenos animais. De galho em galho, eles fazem questão de mostrar que estão por ali, principalmente quando estão com fome. “Nunca vi tantos. A população deles tem aumentado muito”, disse.

Em pouco minutos no local, a reportagem contou seis deles. É só colocar uma banana à mostra que eles descem das árvores. Não se assustam mais com a presença humana. Estão acostumados, segundo Ministro.

Mas se por um lado são admirados pela beleza, por outro é preciso tomar cuidado. Basta deixar porta e janela abertas que eles furtam o que tiver de comer na cozinha. “Não pode bobear. Se deixar fruta em cima da mesa eles pegam. Já estamos acostumados”, afirmou.

No Jardim América, a presença desses saguis tem preocupado o representante comercial Antonio Celso Tomaigho, 57 anos. Segundo ele, os animais costumam andar pelos fios de telefone e internet, o que pode causar risco para o animal e prejuízo para a população.

Ele pede estudo de especialista para resolver a solução. “Sugiro que sejam feitas buscas por alternativas seguras de manejo com pessoas entendidas no assunto e nunca por um político que dirige alguma secretaria. A Polícia Ambiental disse que não tem uma solução imediata”, afirmou.

Outro ponto no qual os macacos são encontrados é no Jardim Vivendas e imediações. Até mesmo no Centro de Rio Preto, eles são vistos. Um dos locais preferidos é uma árvore imensa da escola Cardeal Leme.

A comerciante Ana Ângela Oliveira Gomes Lima, 42 anos, possui uma pastelaria na calçada da escola e afirma que é frequente a presença desse tipo de animal.

“Em cada época tem variações. Agora, tem um casal com filhote. Eles vêm quase todos os dias em cima do muro. Não mexem em nada aqui. Ainda bem que não descobriram que aqui tem comida”, disse.

 

Animais podem morder e transmitir doenças

A beleza dos saguis e a aparência de animal dócil conquistam as pessoas, portanto o primeiro pensamento ao ver os bichinhos é dar alimento para que voltem mais vezes. Essa ação, além de favorecer o aumento da população deles, ainda oferece riscos se não for feita com cuidado. Apesar de bonitos, eles são animais selvagens, podem morder e transmitir doenças.

“O bicho se acostuma com essa facilidade de ganhar alimento, então sempre vai voltar. Só que não podemos esquecer que é um animal selvagem que pode morder e atacar quando se sentir ameaçado”, explica o capitão Alessandro Daleck Moreira, da Polícia Ambiental de Rio Preto.

Segundo ele, os saguis são os mais visíveis, mas ao longo dos anos diversos animais têm migrado para a cidade. Ele afirma que esse aumento está diretamente relacionado à disponibilidade de comida na área urbana, por isso o ideal é não dar alimentos.

“Ter animal silvestre na área urbana é um indicador favorável. Quer dizer que estão sobrevivendo e diminuiu o número de pessoas que aprisionam esses animais. Só que com essa facilidade do alimento, eles acabam até entrando nas moradias, trazendo desconforto. A primeira dica é não alimentar e se tiver incomodando chamar a Polícia Ambiental”, disse.

A veterinária Maria Paula Beltran, do Bosque Municipal de Rio Preto, acredita que o aumento na população de saguis em Rio Preto se deve à diminuição da área rural. “Com desmatamento e alto número de condomínios sendo construídos, eles estão migrando para a cidade”. Ela ainda faz um alerta. “O problema é que a população tem de entender que não é um animal doméstico e que eles podem carregar doenças, como a raiva. Por outro lado, eles também podem pegar doenças dos humanos, como a gripe”, explicou. 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.