Diário da Região

19/08/2015 - 16h59min

TERRENO BALDIO

Fogo em terreno baldio quase invade residência e lanchonete

TERRENO BALDIO

NULL Fogo se alastra rapidamente em terreno com madeira (Foto: Mara Sousa)
Fogo se alastra rapidamente em terreno com madeira (Foto: Mara Sousa)

Um incêndio em um terreno baldio no Jardim Vetorazzo assustou os moradores do bairro na tarde desta quarta-feira, dia 19. As chamas se alastraram entre madeiras de construção que estavam abandonadas no terreno e começaram a pegar fogo. Logo, as chamas chegaram próximas a uma lanchonete e uma residência.

A comerciante Lucia Gomes da Silva estava em frente ao local e viu que o fogo tomou parte do terreno em poucos minutos. “Fazia uns 15 minutos que o fogo tinha começado e já pegou toda a madeira que estava jogada no terreno. Essas madeiras estão há muito tempo no local”, disse.

Uma edícula com restos de madeiras também foi tomada pelas chamas e uma das paredes foi totalmente destruída. O desespero tomou conta dos proprietários da casa dos fundos do terreno. A professora Silva Bonadil ia levar a mãe, a aposentada Célia Baioni para o médico, quando sentiu o forte cheiro de fumaça. “Quando abri a porta dos fundos, vi as labaredas no meu muro e fiquei preocupada”, disse. O fogo estava próximo de um quartinho dos fundos da casa da professora e continha livros e papéis. 

Elias Guimarães, o proprietário da lanchonete, estava em outra cidade quando soube do acidente. Ele foi para a lanchonete para evitar que o fogo entrasse em contato com os botijões de gás que ficam de fundo com o terreno. “Assim que cheguei joguei água no chão para evitar que o fogo entrasse na lanchonete e atingisse os botijões”, conta.

Os bombeiros foram chamados pelos moradores e controlaram as chamas após 20 minutos. O sargento Edinei Moreno não soube precisar o que pode ter causado o incêndio, mas, ao saber que morava um senhor na edícula, acredita que ele pode ter ateado fogo em algum lixo próximo. “Aqui tem muitas madeiras, soube pelos moradores que morava um senhor aqui nesta casinha, mas não sabemos se ele fez alguma coisa que pode ter atingido as madeiras”, conta.

A edícula foi totalmente destruída, uma das paredes cedeu por conta das chamas. Os muros da casa e da lanchonete não foram afetados com as chamas.

Colaborou Ariane Godoi

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso