Diário da Região

26/08/2015 - 00h00min

ACIDENTE

ALL é multada em R$ 74 mil por contaminação de solo

ACIDENTE

HAMILTON PAVAM Local onde ocorreu acidente que causou contaminação de solo
Local onde ocorreu acidente que causou contaminação de solo

A América Latina Logística (ALL) foi multada em R$ 74.375,00 pela Cetesb por contaminar o solo em uma área do Parque Industrial. Em 2008, a batida de dois trens causou incêndio de 12 horas. No total, 15 mil litros de diesel queimaram e outros 20 mil vazaram do tanque, contaminando também o córrego Piedade e o rio Preto. Até hoje, a ALL não conseguiu descontaminar o solo. O ponto contaminado consta no relatório anual de áreas contaminadas e reabilitadas, divulgado anteontem pela Cetesb. São 52 áreas em Rio Preto.

Os R$ 74.375,00 aplicados à ALL são a soma de três multas, de 2009, de 2012 e de 2014, ano base do relatório mais recentes. “Isso mostra que mesmo com todas as medidas adotadas a empresa não conseguiu deixar o solo em níveis aceitáveis”, disse Maria Cecília da Costa Martins, engenheira da Cetesb de Rio Preto. O pátio de manobras da concessionária também corre risco e foi advertido à Companhia.

A engenheira explica que um solo contaminado não volta a ficar livre da contaminação, porém com o tratamento adequado pode ficar em níveis toleráveis. A maioria das contaminações no município é provocada por vazamentos de tanques de armazenamento em postos de combustíveis. Dos 52 pontos, 44 deles são em postos. Outros seis são de comércio, um de acidente e um de armazenamento de resíduos.

Quando uma área é contaminada, a Cetesb solicita a um consultor para confirmar a contaminação e verificar o tamanho da área afetada. Após esse procedimento é iniciada a etapa de remediação, ou seja, uma espécie de tratamento do solo. Do total de pontos contaminados, dez estão nessa fase.

O relatório aponta ainda 22 em monitoramento para encerramento, áreas onde já foram adotados os procedimentos para recuperação do solo, mas ainda são monitoradas pela Cetesb para verificar ser as medidas foram suficientes.

O documento mostra duas áreas sob investigação, 12 reabilitadas - locais passaram por tratamento, mas nunca mais terão água pura - e seis contaminadas com risco confirmado. “Nesses locais, o solo está tão impregnado que se os funcionários escavarem e tiverem contato com o solo eles podem ser contaminados. Não existe risco eminente porque o posto é concretado”, afirmou a engenheira.

A assessoria de imprensa da ALL afirmou, em nota, que a concessionária tem adotado todas a medidas para fazer com que o solo fique em níveis aceitáveis pela Cetesb.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso