Diário da Região

02/09/2016 - 00h00min

POLÊMICA

Secretário defende liberar celular na escola

POLÊMICA

Guilherme Baffi 1/9/2016 Estudantes do ensino fundamental e médio de Rio Preto dizem que o uso de celular durante as aulas é comum - até para acessar as redes sociais
Estudantes do ensino fundamental e médio de Rio Preto dizem que o uso de celular durante as aulas é comum - até para acessar as redes sociais

Tirar o celular das mãos de crianças e adolescentes não é tarefa fácil. Muitos deles utilizam o aparelho até durante as aulas - o que, atualmente, é proibido por lei. Mas uma proposta vinda do secretário de Estado da Educação, José Renato Nalini, pode mudar essa situação. Ele sugeriu ao governador do Estado, Geraldo Alckmin, que libere o uso dos celulares nas salas de aula para fins pedagógicos.

A proposta é polêmica, pois, ao mesmo tempo que facilita a integração social e as pesquisas on-line, os celulares podem dispersar a atenção dos alunos e tornar ainda mais complicado o controle da turma pelos professores.

Hoje, o uso de celular durante o horário das aulas é proibido em toda a rede estadual pela Lei 132/2007. Pela proposta de Naline, cada professor pensaria em propostas de como utilizar a tecnologia no dia a dia, no contexto das disciplinas.

Apesar de proibido, o uso de celulares na sala de aula é comum. De 32 estudantes ouvidos pelo Diário, da rede pública e particular, 31 afirmaram que utilizam o celular mesmo na presença dos professores - para se conectar às redes sociais como Facebook e Instagram e ainda ao aplicativo de mensagens WhatsApp.

“Coloco em cima do caderno e fico digitando. O professor nem vê”, contou a aluna do 8º ano do ensino fundamental, L.G.S., 13 anos.

celular 02092016 Clique na imagem para ampliar

Colega da mesma sala, M.L.A., 13 anos, argumentou o uso do celular. “Se a aula está chata, eu acesso o Facebook e ouço música para distrair”.

Já o estudante F.O., 18 anos, do 3º ano do ensino médio, afirma que só pega o aparelho para fazer pesquisas.

“O celular é um aliado, se você souber usar para estudar. Eu tenho aplicativos como dicionários e questões para estudar para o Enem”, garantiu. Ele conta que vai prestar vestibular para concorrer a uma vaga no curso de medicina. “Não posso vacilar se quiser passar no vestibular”.

Mãe de dois filhos no ensino médio, a fisioterapeuta Elaine Rosseto, 39 anos, diz que a escola não pode ignorar as tecnologias. “É fundamental que professores e gestores criem um ambiente que propicie aprendizado aliado à tecnologia. Não dá para proibir e fingir que a tecnologia não está no dia a dia das crianças”.

O governo estadual informou que a proposta do secretário está sendo analisada pelas áreas técnicas da Casa Civil e da Secretaria da Educação. Por enquanto, quem for flagrado com o celular durante a aula pode ter o aparelho apreendido e receber sanção disciplinar.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso