Diário da Região

01/08/2016 - 11h57min

Caso Guerino

Adolescente de Ipiguá presta novo depoimento

Caso Guerino

NULL Policiais militares fazem segurança da adolescente
Policiais militares fazem segurança da adolescente

A adolescente de 13 anos, pivô do escândalo sexual que envolve políticos, empresário, médico, servidor público e advogado em Ipiguá, foi chamada para prestar novo depoimento ao Ministério Público. 

Com esquema de segurança da Polícia Militar, a adolescente foi levada por volta das 11h para a sede do Conselho Tutelar Sul de Rio Preto. Ela vai prestar depoimento ao promotor André Luís Souza.
 
A adolescente morava com Sílvia Rosino Melo, 37 anos, acusada de participação no assassinato do delegado Guerino Solfa Neto, em 25 de junho. A mulher obrigava a menina a fazer programas sexuais. 


Os novos depoimentos podem resultar em mais uma reviravolta no caso do assassinato do delegado Guerino Solfa Neto, ocorrido no dia 25 de junho. O MP quer que a DIG investigue suposta participação da adolescente de 13 anos no crime  - ela teria ajudado os criminosos a amarrar o delegado. 

O Diário apurou que o promotor da Infância e Juventude, André Luís de Souza, pretende se reunir com o titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) José Augusto Fernandes, nesta  semana, para discutir a possibilidade de retomada das investigações.

O inquérito já foi concluído pela Polícia na última quarta-feira, dia 27, e encaminhado ao Ministério Público com o indiciamento de Sílvia pela morte do delegado. Outras três pessoas responderão, até agora, pelo crime na Justiça: Abner Saulo Oliveira Calixto, 26 anos, Rodrigo Geraldo Costa Lima, 28, e Elias Fernandes Nascimento, 18.

“Parece que a menina também está envolvida na morte. Chegou a amarrar até o delegado”, afirmou uma fonte, que pediu para não ser identificada. A adolescente teria prestado depoimento admitindo a possível participação no crime. Guerino morreu com as mãos amarradas com fio de celular. O Diário apurou ainda que a situação preocupa as autoridades responsáveis pela segurança da adolescente. Após o caso de exploração sexual ser revelado em Ipiguá, ela foi retirada da casa onde estava.

A pedido do Ministério Público, ela foi levada para um novo abrigo. O Diário apurou também que existe a intenção de colocá-la no serviço de proteção de testemunhas da Justiça. 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso