Diário da Região

22/07/2016 - 00h00min

VIOLÊNCIA SEM HORÁRIO

Quatro em cada dez roubos em Rio Preto são à luz do dia

VIOLÊNCIA SEM HORÁRIO

Johnny Torres 21/7/2016 A funcionária pública S.L.S., 35 anos, teve a carteira roubada na Vila Toninho, durante o início da manhã.
A funcionária pública S.L.S., 35 anos, teve a carteira roubada na Vila Toninho, durante o início da manhã.

Quem pensa que só há risco de ser assaltado durante a noite está totalmente enganado. A cada dez roubos registrados em Rio Preto, quatro ocorrem em plena luz do dia, de acordo com levantamento da Polícia Militar.

Os dados foram obtidos pelo Infocrim, sistema de informações criminais que faz o mapeamento on-line da violência no Estado. Dos 1.209 roubos praticados em 2015, 485 ocorreram nos períodos da manhã e da tarde, quando as vítimas pensam estar mais protegidas.

A dona de casa Gisele Griffin, 35 anos, foi assaltada à tarde, próximo à praça Dom José Marcondes, quando tinha acabado de sair do banco. “Eu tinha feito um saque de dinheiro para levar em uma viagem. De repente, veio um rapaz correndo, puxou a minha bolsa onde estava o dinheiro e fugiu”, relata a vítima, que agora anda com a bolsa abraçada na frente do corpo.

A funcionária pública S.L.S., 35 anos, diz que foi assaltada quando trabalhava de moto, na Vila Toninho. “O rapaz se aproximou, falou que estava armado e exigiu que eu entregasse minha carteira senão ia me matar. Era bem cedo. Eu nunca imaginei que isso fosse acontecer durante o dia.”

De acordo com a PM, as vítimas preferenciais dos assaltantes diurnos são mulheres e idosos, em geral atacados quando estão sozinhos. Com motos, os assaltantes cometem os roubos e fogem rapidamente.

roubos 22072016

O delegado do Deinter, Raimundo Cortizzo, afirma que a ousadia dos bandidos em atacar as vítimas durante o dia é originada pelas drogas. “Quem está atacando em plena luz do dia são usuários de drogas. Desesperados para comprar mais entorpecentes ou para obter dinheiro para pagar suas dívidas com traficantes, eles agem como loucos. Quem está assim esquece até que de dia ele corre mais risco de ser identificado, perseguido e preso pela polícia”, diz o delegado.

De acordo com o porta-voz da PM em Rio Preto, Marcelo Pinha, a polícia já está aumentando o patrulhamento durante o dia. “Mas as pessoas precisam estar mais atentas, porque agora bandido não tem mais hora para atacar. É de dia, à noite, é a todo momento.”

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso