Diário da Região

15/06/2016 - 18h27min

SEM PRESTAR SOCORRO

Vítima de atropelamento tem perna decepada e motorista foge

SEM PRESTAR SOCORRO

O frentista M.F.T., 45 anos, teve uma das pernas decepeda depois de ser atropelado por um carro na manhã desta quarta-feira, 15, na vicinal João Parisi, que liga Rio Preto ao distrito de Engenheiro Schmitt. O motorista do veículo fugiu sem prestar socorro.

A vítima, que trabalha em um posto à margem da rodovia, estava próximo a uma das bombas de combustíveis, aguardando a chegada de clientes, quando um Ford Ka entrou no pátio e o atropelou, prensando sua perna direita a uma antiga bomba de combustível desativada.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, depois de atropelar o frentista, o carro parou e o passageiro trocou de lugar com o motorista, jogando no chão uma lata de cerveja. O para-choque do veículo também foi abandonado no local e os dois ocupantes do carro fugiram sem prestar socorro.

O frentista foi socorrido pelo Resgate do Corpo de Bombeiros, com a perna direita dilacerada, e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Toninho. Até o momento, não foi informado para qual hospital a vítima foi encaminhada.

Por meio da placa, deixada junto ao para-choque, que foi apreendido, os policiais conseguiram encontrar o proprietário do veículo, que foi conduzido à Central de Flagrantes.

O dono do carro, um carpinteiro de 34 anos, disse em depoimento à polícia que entregou a direção do veículo a um conhecido seu, um servente de 28 anos, que entrou no posto para abastecer e acabou atropelando o frentista. Os dois fugiram sem prestar socorro porque viram que a vítima já estava sendo socorrida por outras pessoas.

O carpinteiro disse em depoimento à polícia que conheceu o servente usando drogas e que ambos haviam feito uso de entorpecentes antes do acidente.

O veículo envolvido no acidente foi localizado na casa do carpinteiro e foi apreendido. O dono do carro não foi preso e o homem que dirigia o carro no momento do acidente não foi localizado. O carpinteiro ofereceu uma amostra de sangue para exame de dosagem alcoólica e o caso será investigado pelo 7º Distrito Policial.

Os dois homens que estavam no carro no momento do atropelamento são investigados por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, fuga de local do acidente, omissão de socorro, embriaguez ao volante e o dono do carro ainda pode responder por entregar o veículo a pessoa não habilitada.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.