Diário da Região

20/08/2016 - 00h00min

MUITO LOUCO

Trânsito de Rio Preto tem um acidente com vítima a cada 3 horas

MUITO LOUCO

Guilherme Baffi 19/8/2016 Engavetamento envolvendo dez veículos, entre os quais um caminhão, tumultuou a Andaló
Engavetamento envolvendo dez veículos, entre os quais um caminhão, tumultuou a Andaló

Um acidente envolvendo oito carros, uma Kombi e um caminhão sem freio carregado de concreto provocou caos nos dois sentidos da Avenida Alberto Andaló, em Rio Preto, na manhã desta sexta-feira, dia 19. No mesmo horário, do outro lado da cidade, uma mulher de 36 anos, ainda traumatizada, periciava o carro perfurado por dois tiros de revólver na noite anterior. Os disparos foram feitos durante uma briga entre ela e um motociclista que se esbarraram na rua.

Os dois casos acima estão longe de representar exceções no trânsito da cidade, onde motoristas estressados potencializam situações de risco. Para se ter uma ideia, a cada três horas um acidente com vítima é registrado nas vias de Rio Preto, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Foram 1.449 ocorrências de janeiro a junho de 2016, sendo 19 com mortes.

Nestes números não estão incluídos acidentes menos violentos, ou seja, sem vítimas, mas que impactam de forma negativa da mesma forma no humor de motoristas e dos pedestres de forma em geral.

Engavetamento

O engavetamento começou quando o caminhão carregado com 23 toneladas de concreto entrou na marginal Governador Adhemar Pereira de Barros, cruzamento com a avenida Alberto Andaló, uma das principais vias-artérias da cidade.

Ao sair da rodovia Washington Luís para a alça de acesso à marginal, o caminhão que teria perdido o freio, atingiu os carros parados no semáforo de acesso à Andaló, jogando veículos para a frente e caindo atravessado na avenida.

Apavorado, o motorista do caminhão, Hebert Henrique Neves Carvalho, 27 anos, tentava entender o que aconteceu. "Tentei frear e não respondeu. Pensei em jogar o caminhão no barranco, mas ia ficar pior, podia matar gente, esmagar todos que estavam pela frente. Estou muito apavorado, nunca aconteceu antes", disse. "Graças a Deus foram só feridos leves, eu não conseguiria mais dirigir se algo de ruim tivesse acontecido com alguém.”

story 20082016 Clique na imagem para ampliar

Entre os atingidos, a confusão era geral. Ver o carro destruído e as parcelas do financiamento ainda por pagar deixaram estressado o agente de escolta e vigilância penitenciário Carlos Alberto Guimarães, 43 anos. Ele saiu do trabalho, deixou um amigo em casa e se dirigia para Mirassol, onde mora. "Só senti a batida, acredito que ele estava em alta velocidade, porque saiu arrastando todo mundo por uns 300 metros. Tive perda total no carro, que eu ainda estou pagando.”

Com duas passageiras de Fronteira, que fariam consultas com médicos de Rio Preto, o motorista Wander Luís Santos, 42 anos, ficou angustiado. “Senti o primeiro baque, na minha frente tinha carros. Tentei tirar, mas fiquei prensado. A gente fica muito nervoso, acelera o coração, é muito nervosismo.”

Tiros

Já no caso da motorista J.C.R.B., de 36 anos, uma discussão de trânsito quase termina em tragédia. Ao manobrar o carro, ela derrubou uma motocicleta que estava estacionada em frente a um bar, na Vila São Joaquim. Nervoso, o dono da moto teria pego uma garrafa de vidro e partido para cima da mulher. Para se defender, ela contou que entrou em seu carro, momento em que o homem chutou o veículo.

C1HH_WEB Marca de bala em vidro de carro: bate-boca acabou em tiros

A motorista disse à polícia que, em seguida, o homem deixou o local e ela resolveu segui-lo para anotar a placa de sua moto. O motociclista, então, teria passado a disparar tiros em direção ao carro. Duas balas atingiram o carro.

"Parei para comprar cigarro, quando saí esbarrei na moto. Ele já veio para cima de mim para me agredir. Quando o segui, ele viu e atirou a menos de 50 metros. Graças a Deus acertou só o carro. Fiquei apavorada", falou a mulher.

Conscientização

Uma fiscalização rigorosa no trânsito e campanhas educativas têm importante efeito na população e conseguem invariavelmente reduzir o número de acidentes com vítimas e mortes, segundo o engenheiro especialista em trânsito José Bernardes Felex, da USP. “Falta uma cultura de convivência e educação no trânsito. Circular por ruas e avenidas se tornou uma luta por espaço, e campanhas constantes devem ser adotadas porque estamos chegando ao caos”.

'Falta gentileza no trânsito’ 

O secretário de Trânsito e Transportes de Rio Preto, João Roque Borges de Souza, diz que a cidade está investindo no aumento da sinalização e melhoramento das avenidas de maior fluxo da cidade para reduzir acidentes e melhorar o fluxo de veículos e pedestres. 

“Fizemos uma parceria com o Governo de São Paulo, no valor de R$ 1 milhão, para fazer progressivamente melhorias nas vias públicas com maior trânsito. E vamos lançar em breve uma nova campanha de educação no trânsito”, diz o secretário.
Mas Roque afirma que é difícil evitar que aconteçam acidentes em uma cidade em que transitam 480 mil veículos por dia, se não tiver a colaboração dos próprios motoristas.

“Não adianta colocar os melhores equipamentos de trânsito, se as pessoas dirigirem só pensando nelas mesmas. Falta gentileza no trânsito de Rio Preto”, critica o secretário.

A meta da Prefeitura até o final do ano é reduzir em até 12% a quantidade de acidentes. A Secretaria de Trânsito também pretende realizar, segundo o secretário, mais blitze durante o ano nas principais vias. (Colaborou: Marco Antônio dos Santos)

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Aguarde, carregando...

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mas.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Regiao

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos trás primeiros meses após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conte?do gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 mat?rias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Regiao
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos trás primeiros meses, após o período R$ 16,90

Já é assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.