Diário da Região

15/06/2016 - 00h00min

Louvor ao padroeiro

São Pedro faz a festa na praça de Mirassol

Louvor ao padroeiro

Johnny Torres Ao redor da bela Matriz, a festa tem diversão para toda a família
Ao redor da bela Matriz, a festa tem diversão para toda a família

Pastel, lanche de linguiça ou de pernil, churro, cocada e espetinho do amor (morangos regados a chocolate). Este roteiro gastronômico atrai pessoas de toda a região para a Festa de São Pedro, em Mirassol. Era junho de 1914 quando a primeira quermesse em homenagem ao santo padroeiro da cidade ganhou a praça, em frente à paróquia de São Pedro – que estava sendo construída - era uma novidade e movimentou o então pequeno município vizinho a Rio Preto. Nesses 102 anos que se passaram, muita coisa mudou, a festa cresceu, ganhou novos atrativos e tornou-se programação quase obrigatória para quem gosta de quermesse.

Além de mais de dez opções de pastel, dos lanches diferenciados e dos doces, lá também são encontradas comidas e bebidas próprias desse tipo de evento, como pipoca, cachorro-quente, vinho quente e quentão. Também é montado um parque de diversões com brinquedos para crianças e para adultos. É uma festa tradicional, afinal é centenária, e por isso recebe muitos visitantes. Segundo a organização do evento, são cerca de 1,5 mil pessoas que passam pela praça por noite. Há 20 anos, o ambulante Nelson Aparecido Xavier sai de Agudos para montar barraca e vender quitutes em Mirassol. “Eu trabalho com churros e crepes. 

Durante a semana, o movimento é menor, mas nos fins de semana é muita gente, tanto que chego a vender mil churros”, diz. “As crianças adoram e querem mesmo comer”, completa. A variedade de pastel que vai dos sabores tradicionais como queijo e carne até os mais elaborados e o diferencial dos lanches que são de pernil e linguiça fazem deles os queridinhos dos frequentadores. Estimativa da organização do evento é que são vendidos pelo menos 35 mil pastéis e mais de 4 mil lanches. O preço dos quitutes varia de R$ 3 a R$ 12. No próximo domingo, dia 19, será realizado um leilão de gado. Como a igreja está em fase de recebimento de doações, não há estimativa de quantas cabeças nem as espécies que vão a pregão.

 

Mariana Moreira - 15062016 Mariana Moreira prepara quitutes para a festa do padroeiro

Barracas

A festa de São Pedro agrega vendedores externos e barracas solidárias. Duas delas são da própria paróquia, uma de pastel e outra de lanches, e há também barracas de instituições de Mirassol: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Educandário e Vicentinos. Só entre a preparação e a venda dos alimentos para as barracas da igreja são cerca de 200 voluntários. Todo o dinheiro arrecadado com pastéis e lanches e mais o leilão são revertidos para obras da igreja. Há 35 anos, a Apae monta a Barraca do Pastel na festa; começou com a loja maçônica São João da Escócia 40, na administração do então presidente Wilson Gomide Oliveira.

“Contamos com a ajuda de cerca de 40 voluntários que se revezam nos dias de festa. Para nós é muito importante essa participação, porque a Apae não recebe verbas para a manutenção. O dinheiro obtido com a venda de pastéis nos ajuda a manter os trabalhos”, diz a diretora de educação especial Helena Chaddad Nasser. Segundo ela, em média são vendidos 2 mil pastéis por noite. “A população de Mirassol prestigia a nossa barraca como forma de nos ajudar”, afirma. A associação atende 160 alunos com deficiências intelectual e múltipla e mais 40 cadeirantes.

Livro narra o nascimento da quermesse

O livro Estruturas & Gravuras, de Ariovaldo Corrêa, conta um pouco como nasceu a tradicional festa de São Pedro. Na primeira quermesse, foram armadas barracas em torno da matriz, que na época estava em construção, e brincadeiras típicas animaram os participantes.

“Desejamos referir-nos à primeira quermesse, propriamente dita, servida de barracas armadas ao redor do mastro da Matriz, ainda em construção, com seu primeiro pau de sebo, a molecada subindo e escorregando, corridas dentro de sacos, ovos na colher e quebra-pote, festa típica e inocente, que muito se repetiu, ano a ano e veio depois dar lugar a outros tipos de quermesse, cujas características vão mudando, ao sabor dos costumes que mudam inapelavelmente”, escreveu Ariovaldo Corrêa.

São Pedro Apóstolo é padroeiro de Mirassol, assim, a festa é dedicada a toda cidade. Começou no último dia 3 de junho e prossegue até 3 de julho. Além de poder se deliciar com os quitutes e se divertir nos brinquedos, há também a programação religiosa.

Serviço

A 102ª Festa de São Pedro vai até o dia 3 de julho. Endereço: praça da Matriz, em Mirassol. Nos dias 26, 27 e 28, às 19h, terão missas e tríduo, que são três dias de orações e celebrações religiosas. No dia 29, Dia de São Pedro, as missas serão às 9h e às 18h e em seguida haverá procissão.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.