Diário da Região

05/07/2016 - 00h00min

FÉRIAS

Nas férias, registros de acidentes com crianças se agravam

FÉRIAS

Guilherme Baffi Rafaela fica de olho no filho Rafael, brincando no parquinho no primeiro dia de férias. (Foto: Guilherme Baffi)
Rafaela fica de olho no filho Rafael, brincando no parquinho no primeiro dia de férias. (Foto: Guilherme Baffi)

Todos os dias, pelo menos três crianças ou adolescentes são hospitalizadas devido a acidentes em casa, parques infantis, ruas ou áreas de lazer em Rio Preto e região. Em cinco anos, de 2011 a 2015, foram 5.629 registros. Os números são do DataSus.

Deste total, 70% são quedas, que podem deixar graves sequelas ou até matar. Com o período de férias, os pais precisam redobrar os cuidados, porque a incidência desse tipo de ocorrência aumenta, segundo o Corpo de Bombeiros.

Uma dos locais preferidos pelos pais para levar os filhos são os parques infantis, mas eles estão longe de ser lugares totalmente seguros. Muito pelo contrário. Em fevereiro deste ano, duas meninas de 9 anos ficaram gravemente feridas enquanto brincavam em um gira-gira instalado no playground nas escolas municipais Amaury de Assis Ferreira (Macedo Telles) e Silvio de Melo (Eldorado).

ferias05072016 Stephany torceu o pé durante uma brincadeira e foi parar na UPA.

A diretora da ONG Criança Segura, Gabriela Guida de Freitas, diz que os acidentes com as crianças nos parques se tornaram rotina. “Existe uma norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que orienta a construção de brinquedos seguros, mas como a regra ainda não é obrigatória, quase ninguém obedece”, diz Gabriela.

Uma das recomendações é colocar o brinquedo, em locais com piso amortecedor de quedas, como grama ou areia.

Como há sempre risco de acidentes, a dona de casa Rafaela Aparecida Toledo sempre atenta às brincadeiras do filho Rafael. “Temos de estar sempre de olho, porque todo cuidado é pouco”

Em casa, a atenção também tem de ser redobrada. A estudante Júlia Beatriz Lima da Silva, de 10 anos, do Jardim Mugnani, ficou ferida nesta segunda-feira, dia 9, ao bater a perna em uma pá que estava no quintal.

Quem ficou apavorada com o ferimento foi a avó da menina, Sueli Rodrigues Santos Lima, 38 anos. "A Beatriz vai passar 15 dias comigo nas férias. Serão duas semanas de preocupação."

A dona de casa Carla Cristina Ferreira teve de correr com a filha Stephany Pereira Silva até a UPA Norte. No primeiro dia de férias, a menina torceu o pé durante uma brincadeira. "Vai ter de ficar quieta por cinco dias, com compressa de gelo até a dor passar. A gente descuida um pouquinho e dá nisso", diz a mãe.

ferias05072016 Júlia bateu a perna em uma pá que estava no quintal.

Para o pediatra Jorge Haddad, no período de férias os pais devem redobrar atenção com os filhos, se quiserem evitar acidentes domésticos. "Tem de trancar produtos de limpeza e gavetas com objetos cortantes. Proibir brincadeiras no entorno das piscinas e, fundamental, não deixar a criança brincando sozinha. Precisar sempre ter um adulto por perto de olho."

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso