Diário da Região

18/10/2016 - 00h00min

Eu no Mundo

'O calor do deserto me lembra Rio Preto'

Eu no Mundo

Arquivo Pessoal Tiago com a mulher, Cheryl, e os filhos Gabriella, 7 anos, e Lucas, 5
Tiago com a mulher, Cheryl, e os filhos Gabriella, 7 anos, e Lucas, 5

Depois de 15 anos encarando as baixas temperaturas de Fall River, no Estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, Tiago Finato está gostando do clima quente do deserto de Las Cruces, no Novo México, também nos EUA. “O calor seco do deserto é muito bem-vindo. Lembra um pouco a cidade de Rio Preto.” Nascido em São Paulo, Tiago veio para o Interior aos 8 anos com os pais. Ficou até os 17 anos por aqui, quando terminou o ensino médio e partiu para os Estados Unidos, em 2000. Aceitou uma proposta e foi estudar artes plásticas. Formou-se na Universidade de Massachussets.

Atualmente, Tiago trabalha e estuda na Universidade do Novo México e dá aulas de arte no museu de Belas Artes em Las Cruces. Além disso, faz pinturas em estúdio próprio para apresentação em museus e galerias americanas. Na universidade, tem acesso a todo complexo esportivo. “Lazer é o que não falta. Gostamos de jogar tênis e praticar natação,” diz Tiago, que é casado com a americana Cheryl, com quem tem dois filhos, Gabriella, 7 anos, e Lucas, 5. Ele naturalizou-se americano em 2007.

Pela proximidade com a fronteira com o México – apenas 15 quilômetros separam a cidade do país -, muitas características latinas estão presentes no dia a dia. A mais evidente é a alimentação. Não faltam opções de bons restaurantes mexicanos. E toda comida, claro, leva bastante pimenta. Outra característica latina está no comportamento dos moradores: são abertos e comunicativos. Também são pacientes, educados e atentos, segundo Tiago. “Os moradores daqui são nota dez. Temos visita de novos amigos direto. O clima quente com certeza ajuda no astral positivo,” explica.

Em pouco tempo na cidade - a família chegou a Las Cruces há apenas um ano -, Tiago, a mulher e os filhos ainda estão se acostumando às diferenças. Por estarem em regiões distantes, as duas cidades, Fall River e Las Cruces, são bem diferentes. A começar pelo clima e pela paisagem. “A paisagem é muito aberta, seca e de cor laranja. É o que eu mais achei estranho. Nós moramos no meio do deserto.” Ainda assim, há diversas opções de lazer. Tiago destaca a praia de areia branca. “É um parque nacional. A areia é igual a das praias no litoral de São Paulo. São incríveis o contraste e a imensidão desse lugar.”

Tiago destaca a qualidade da educação e dos serviços de saúde americanos, além da segurança. Las Cruces oferece ótima qualidade de vida, mais até do que esperava, diz. Mas sente falta do Brasil e dos familiares. Vem ao País natal a cada dois ou três anos. E não pensa em voltar a morar por aqui tão cedo, quer finalizar o mestrado e esperar as crianças crescerem. “Ainda tenho uns dez anos nos EUA, no mínimo.” Se ficar pelo menos mais dez anos, Tiago vai completar 26 anos morando em terras norte-americanas. Hoje, já domina o idioma, tem muitos amigos e formou família. Bem diferente de quando chegou ao país. 

“Foi uma aventura na época mudar para cá sem falar uma palavra em inglês e também por ser tão novo.” Atualmente, Tiago está envolvido em um projeto que investiga o processo de pintura através da utilização de métodos científicos de pesquisa encontrados no campo da psicologia. “Minhas obras colocam em questão especificamente manipulações misteriosas. Para fazer isso, eu uso tinta a óleo sobre tela e autorretrato como inspiração.”

Las Cruces, Estados Unidos

  • Continente: América
  • Habitantes: 100 mil
  • Brasileiros no país: 1,3 milhão
  • Distância até Rio Preto: 8,5 mil km
  • Fuso horário: está 4 horas atrás
  • Moeda: dólar

Curiosidades:

  • O nome, As Cruzes, em português, teria vindo após a marcação dos túmulos de três bandidos em uma encosta, perto da origem da cidade
  • É a sede da Universidade do Estado do Novo México, que tem mais de 23 mil estudantes
  • Todo ano, a cidade organiza a Whole Enchilada Fiesta, que tem como principal atração uma enchilada (panqueca de milho mexicana) vermelha gigante, que chega a três metros de diâmetro

Não deixe de...

… conhecer:

  • A White Sands National Monument, uma coleção de dunas de areia branca que cria um belo contraste com a região desértica

… provar:

  • O hambúrguer de pimenta chili verde frita. Em vez de carne, o hambúrguer leva pimenta frita

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso