Diário da Região

19/09/2017 - 10h00min

Para amaciar o motor

Secretário diz que viagem para exibir viaturas foi necessária

Para amaciar o motor

Luã Viegas/ ACidade ON Em São Carlos, onde veículos foram “entregues” pelo governador. (Foto: Luã Viegas/ ACidade ON)
Em São Carlos, onde veículos foram “entregues” pelo governador. (Foto: Luã Viegas/ ACidade ON)

O secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Magino Barbosa Alves Filho, em visita a Rio Preto, na manhã desta terça-feira, dia 19, tentou justificar o motivo do deslocamento de viaturas de Rio Preto para serem exibidas em um evento do governador Geraldo Alckmin, em São Carlos.  

O evento, que simbolizou a entrega da nova frota da PM no Estado, teve um custo de R$ 1,6 mil só em combustível usado para ir de Rio Preto a São Carlos, considerando ida e volta. Sem contar o deslocamento dos PMs que dirigiram as viaturas.

O deslocamento das viaturas, segundo o secretário, serviu para testar os carros. 

"Esse gasto não é expressivo. E a entrega de viaturas é um sistema complexo. Quando ela chega numa cidade, ela tem de passar pelo preparo e teste. É diferente do carro do particular, que você compra na concessionária e sai para fazer seus passeios com a família. Viatura policial é uma viatura tática. Ela passa por uma série de testes para uso. Não é um veículo que tem uso particular"

O evento, que simbolizou a entrega da nova frota da PM no Estado, teve um custo de R$ 1,6 mil só em combustível usado para levar as viaturas de Rio Preto a São Carlos, considerando ida e volta. Além das viaturas que foram exibidas no evento, policiais militares que poderiam estar cuidando da segurança em Rio Preto foram deslocados até São Carlos.

Delegacia nova, mas fechada

Magino também aproveitou para anunciar uso de recurso do Fundo de Incentivo à Segurança Pública para comprar o mobiliário do prédio reforma do DIG. A construtora terminou a reforma há três semanas, mas como não há móveis, permanece vazio. Como está vazio, o governo colocou policiais civis para vigiar prédio. O deslocamento de policiais para fazer o serviço de vigia agrava ainda mais o problema de falta de policiais na cidade. Hoje o  déficit é de 95 profissionais.

Promessa do secretário

A visita do Mágino em Rio Preto também serviu para anunciar o ínicio do processo de instalação do Detecta, um programa de monitoramento das ruas por câmeras de vídeo para conter a criminalidade.

Em convênio entre Secretaria de Segurança Pública e Prefeitura, o sistema integra as câmeras de vídeo para monitoramento eletrônico das ruas. O programa também integra bancos de dados das polícias, como os registros de ocorrências, Fotocrim (banco de dados de criminosos com arquivo fotográfico), cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), registro de veículos furtados, roubados e clonados.

Nesta terça-feira, dia 19, o secretário ainda iria visitar a Academia da Polícia Civil e dependências das policias civil e militar.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso