Diário da Região

31/08/2017 - 18h25min

Rio Preto

Saúde confirma mais dois casos de meningite meningocócica

Rio Preto

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto confirmou nesta quinta-feira, 31, mais quatro casos de meningite. Dois desse novos são do tipo meningocócico da doença, considerado o mais grave. Ele atinge a meninge, membrana que envolve o cérebro. Os cinco casos dessa forma da doença diagnosticados neste ano são do tipo C, que mais preocupa a Saúde. Duas pessoas morreram em julho pelo problema.

Para os bebês, existe vacina. A primeira dose deve ser aplicada aos três meses, a segunda aos cinco e o reforço aos 12 meses de idade. A proteção dura toda a vida. 

Há um caso registrado de meningite tuberculosa, que matou uma pessoa em fevereiro, três casos de meningite bacteriana, dois de pneumocócica, seis de formas não especificadas da doença e três por outras etiologias. A maioria deles (62) é da infecção viral, menos grave e muitas vezes não diagnosticada porque os sintomas são mais brandos.

No último levantamento divulgado, de 16 de agosto, havia 78 casos de meningite. Agora são 82. A infecção pode ser de diferentes tipos e causada por diversos agentes, como bactérias, vírus, fungos e até traumas. Os principais sintomas são dores de cabeça e musculares, febre, rigidez no pescoço e manchas avermelhadas pelo corpo. 

Outras doenças

De acordo com levantamento divulgado pela Saúde também nesta quinta-feira, 31, foi confirmado por meio do exame clínico e dos sintomas um caso de zika vírus em gestante. Esse diagnóstico não ocorreu em laboratório. Na população em geral, permanecem os três casos divulgados no fim de junho.

Outros três casos de chikungunya foram apontados. No último levantamento, divulgado no fim de julho, eram seis.

Não há nenhuma possível ocorrência das doenças em investigação.

A pasta também confirmou 26 novos casos de dengue. O Boletim Epidemiológico aponta que em 2017 foram diagnosticados 454 casos da doença, uma redução de 97,12% em relação aos 15.812 de levantamento divulgado na mesma ocasião no ano passado.

Nenhuma morte por dengue foi registrada até o momento e 83 suspeitas seguem em investigação. Zika, chikungunya e dengue são doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, que se reproduz em água parada e limpa. 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso