Diário da Região

29/07/2017 - 00h00min

PERIGO DENTRO DE CASA

Invasão de escorpiões põe Rio Preto em alerta

PERIGO DENTRO DE CASA

Reprodução Na Vila Diniz, moradora encontrou escorpião na cortina do quarto
Na Vila Diniz, moradora encontrou escorpião na cortina do quarto

A Secretaria de Saúde já recebeu 365 reclamações neste ano de moradores de Rio Preto sobre a presença de escorpiões em casa. Em média, são três notificações a cada dois dias. De acordo com o gerente da Vigilência Ambiental, Abner Alves, a maioria dos casos está relacionado ao escorpião amarelo Tityus serrulatus, cujo veneno é potencialmente letal para os seres humanos.

Ele afirma que para evitar o aparecimento e a proliferação de escorpiões na residência o munícipe deve manter a higiene e a organização do ambiente. “A Secretaria de Saúde não recomenda a criação de galinhas como forma de controle às populações de escorpiões, uma vez que as galinhas não ciscam em locais onde há o acúmulo de entulhos e madeiras, e é nestes locais que os escorpiões se escondem. Além dos escorpiões possuírem hábito noturno e as galinhas possuírem hábito diurno”, afirmou Abner em nota.

 

Arte - Escorpiões - 29072017 clique na imagem para ampliar

A vendedora Elaine Cristina de Souza Sereno, 38, tomou um susto na última quarta-feira, 26, quando acordou. Ela deparou com um escoprião na cortina da janela do seu quarto. “Dormi com o escorpião no quarto”, afirmou a vendedora, que suspeita que o bicho “visitou” o seu apartamento após escalar a parede do seu prédio. Elaine, que mora na Vila Diniz, já pediu para uma vizinha, que mantém um terreno ao lado do seu prédio, para limpar a área. “Não é a primeira vez que encontro um escorpião no prédio”, disse.

O temor dos moradores no local fez com que uma empresa fizesse uma dedetização no condomínio, mas após um período superior a seis meses, voltou a ter a ocorrência do bicho. Escorpiões já foram encontrados em outros apartamentos. “Deixo as janelas fechadas e estou passando querosene, além de tapar os ralos do banheiro”, disse Elaine. De acordo com a Secretaria de Saúde, para solicitar a vistoria no domicílio e seu entorno o munícipe pode entrar em contato pelo número 0800-7705870. A ligação é gratuita.

Picada

Em caso de picadas, a orientação é que a vítima, seja criança, adulto ou idoso, procure imediatamente o atendimento emergencial. A avaliação do caso será feita por um médico nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. “A gravidade da picada depende de fatores como a espécie e o tamanho do escorpião, a quantidade de veneno inoculado, a idade ou tamanho do paciente, sendo as crianças abaixo de 7 anos o grupo mais vulnerável”, afirmou Abner.

Na última terça-feira, dia 25, um adolescente de 16 anos, morador da Vila Novaes, foi picado por um escorpião enquanto dormia. O rapaz foi atendido na UPA Norte, medicado e liberado. “Senti uma dor forte no pé. Depois foi subindo para a perna. A dor ficava cada vez mais forte, latejava,” disse Maurício Camargo de Morais Júnior. Após a picada, o pai dele revirou o imóvel e encontrou mais um escorpião. Na casa, ainda moram a mãe dele e três irmãos, incluindo um bebê de quatro meses.

 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso