Diário da Região

19/08/2017 - 00h00min

além da diversão

Natação auxilia no desenvolvimento físico das crianças

além da diversão

Mara Sousa 17/08/2017 A partir da frente, Gabriel, Beatriz, Mariana e Alexandre durante aulas de natação
A partir da frente, Gabriel, Beatriz, Mariana e Alexandre durante aulas de natação

São diversas as vantagens de se aprender a nadar. Entre elas estão a diversão com mais segurança, o desenvolvimento físico e a melhora do sistema respiratório das crianças, principalmente em tempos de pouca chuva.

Como o clima em Rio Preto anda seco, a dificuldade em respirar é maior e a natação surge como uma maneira de evitar o problema. “Nadar com esse ambiente seco ajuda a lubrificar as vias aéreas e evita infecção viral”, explicou Chafic dos Santos, professor de natação da escola Aquática.

“Também é bom que as crianças aprendam a nadar para sobrevivência em situações de perigo e para a possibilidade de evitar acidentes”, finalizou o professor.

Beatriz Colacino, 9 anos, vê ainda outros benefícios. “Saber nadar é bom porque você pode ser atleta ou usar o que aprende quando for para a praia”, disse.

Alexandre Ferreira da Silva, 10, já é um atleta. Já ganhou cinco medalhas em torneio que disputou - dois ouros, duas pratas e um bronze.

“Prefiro nadar pela competitividade, em que busco baixar meus tempos nas modalidades crawl, peito, borboleta e costas”, comentou o menino.

O garoto considera também que a natação é uma possibilidade de ajudar ao próximo. “Quem sabe nadar pode ajudar quem não sabe”, afirmou.

Já Gabriel Prado de Lima, 7, nada há dois anos e meio e vê no esporte uma diversão e uma chance de melhorar a saúde. “Tive um problema no pé e melhorou com a natação”, comemorou o menino.

Mariana Kodama Teixeira, 12, gosta do esporte simplesmente por estar dentro da piscina. “Nado desde os seis anos de idade e gosto de estar dentro da piscina”, falou a jovem.

 

leitura_bacana

Leitura bacana

Rodas, pra que te quero!

Autores: Angela Carneiro e Marcela Cálamo
Ilustração: Laurent Cardon
Editora: Ática

O livro é um relato da vida de Tchela, garota que apronta bastante, é curiosa e adorava correr e andar de bicicleta, mas de repente perde o movimento de suas pernas. Após ter alta, a menina ganha uma presente especial: uma caixinha de madeira do seu médico com a recomendação de só abrir no momento certo. A garota terá que aprender a conviver com a situação e irá amadurecer durante o processo, em uma história delicada.

 

minha_dica

Minha dica é...

Quem procura...

Minha dica é a leitura do livro “Quem procura Saci... Acha Pererê”, porque a leitura é fácil e tranquila para qualquer criança. A história é muito legal e de um personagem conhecido pelas crianças. Ele vive aventuras e apronta algumas confusões ao longo do livro.

Weverton Barbosa Assunção, 10 anos

 

 

Agendinha

Cinema - A animação “O Reino Gelado: Fogo e Gelo” está em cartaz nos cinemas do shoppings Iguatemi e Plaza Avenida. Depois de derrotar heroicamente a rainha e o rei da neve, Gerda ainda não consegue encontrar a paz.

Teatro - O Shopping Iguatemi apresenta neste domingo, 20, às 16h, gratuitamente, a peça de teatro “As Aventuras de Sininho”. Ela é uma fada travessa que nasce com um dom do qual não se identifica e precisa aprender o verdadeiro valor de seu dom para trazer de volta a primavera.

Contação de história - O Sesc Rio Preto apresenta neste domingo, 20, das 15h às 15h40, no Espaço Oficina 1, a contação da história “Os Animais Tinham Razão”, em que em uma noite de sonho sete animais ensinam o homem a como viver com o coração e não deixar se levar apenas pela razão. No local cabem 80 pessoas e a atividade é gratuita.

 

Vamos dar risada

Surpresa

A mãe do Juquinha pega o filho tirando chocolates do armário para comer escondido. Ela exclama:
- Francamente, Juquinha! Estou admirada de encontrar você aqui!
- Pois saiba, mãe, que eu estou mais surpreso do que você! Pensei que a senhora tinha saído...

Depende da hora

- Filho, quando o cobrador perguntar sua idade, diga que tem 5 anos, tá?
- Quantos anos você tem, garoto? - perguntou o cobrador.
- Cinco anos.
- E quando vai fazer 6? - retrucou o cobrador.
- Depois que descer do ônibus.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso