Diário da Região

15/06/2017 - 00h00min

Giro gastronômico

Com pratos de 12 países, começa hoje a Festa das Nações do São Judas

Giro gastronômico

Mara Sousa Voluntários trabalham no preparo das barracas para o evento
Voluntários trabalham no preparo das barracas para o evento

Começa nesta quinta-feira, dia 15, a Festa das Nações do São Judas. O evento, que está na sua 23ª edição, espera receber pelo menos 7 mil visitantes por noite. No total, são 12 barracas que oferecem comidas e bebidas de diferentes nacionalidades, além de lojinhas com artigos de cama, mesa, banho, camisetas e artigos religiosos e uma grade de shows diversificada para agradar todos os gostos. 

O Diário da Região vai fazer transmissões ao vivo nos dois primeiros dias da festa para mostrar como são feitos os pratos, falar com os colaboradores e também com quem estiver lá para prestigiar o evento e colaborar com os projetos do Serviço Social São Judas Tadeu de Rio Preto. Em média, 400 pessoas estão envolvidas nas atividades que vão desde o atendimento ao público até a confecção dos pratos, passando pelos shows e ações administrativas, como controle de caixa e de bilheteria. Parte dessas pessoas é de voluntários que se dedicam para garantir a qualidade da festa. 

“Este ano, mesclamos as apresentações, vamos ter samba, músicas dos anos 1980 e 1990, sertanejo universitário e de raiz e um mágico. Também montamos um espaço para as crianças, que é a brinquedoteca, com monitores”, diz o coordenador da Festa das Nações, Júnior Villanova. Uma atração também muito especial é a do ex-aluno Alex D’Arc que estará com o seu grupo fazendo performances nos três dias de evento: quinta, sexta e sábado. Sua participação marca o reencontro do artista com a entidade onde tudo, para ele, começou.

Pratos

Os preços dos pratos variam de R$ 1 (doce) a R$ 80 (combinado de sushi). A novidade é a caldeirada do Chile, que é um misto de carne suína, bovina e de frutos do mar. “A cada ano conseguimos ampliar a área coberta das tendas para proporcionar uma melhor acomodação para o nosso público. Também modificamos a distribuição das caixas de som para que a música chegue mais suave ao visitante. Sempre buscamos aprimorar os serviços prestados”, diz o padre Luiz Caputo, presidente do Serviço Social São Judas Tadeu e responsável pela retomada da festa em 2003.

Segundo ele, o evento é fundamental para a manutenção do atendimento às 400 crianças e adolescentes que frequentam os projetos socioeducativos e profissional. Diariamente, eles recebem três refeições e participam das oficinas mantidas no São Judas. Atualmente, são 17 atividades que são desenvolvidas no horário oposto ao escolar. A Festa das Nações se consolidou e virou uma tradição na cidade. 

O padre Luiz Caputo atribui isso ao “espírito solidário do rio-pretense”. Todo o dinheiro arrecadado é revertido integralmente para a manutenção dos serviços, dos cursos, melhorias na estrutura e custeio de despesas gerais. “A população conhece a grandeza da causa e por isso ajuda. A Festa das Nações também é uma opção para o feriado de Corpus Christi e o visitante pode desfrutar de um ambiente familiar, além de um cardápio variado e shows que agradam a todos”, finaliza o padre.

Clique AQUI para ver quais as barracas estão na Festa das Nações:

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso