Diário da Região

30/03/2017 - 00h00min

Cachoeira do antigo IPA

Captação de água que secou a cachoeira é suspensa pelo Instituto da Pesca

Cachoeira do antigo IPA

Elton Rodrigues Tanques do Instituto de Pesca: local será utilizado para pesquisas
Tanques do Instituto de Pesca: local será utilizado para pesquisas

A captação de água do córrego Morais feita pelo Instituto da Pesca de Rio Preto que secou a cachoeira do antigo Instituto Penal Agrícola (IPA) foi interrompida nesta quarta-feira, dia 29. A medida foi tomada um dia depois que o Diário mostrou o desaparecimento da queda d’água de cerca de quatro metros de altura.

O Instituto da Pesca, que é ligado ao governo estadual, estava utilizando a água do córrego para encher e manter o abastecimento de seus 27 tanques, que serão inaugurados nesta quinta-feira, dia 29, pelo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim. O presidente da Associação dos Amigos dos Mananciais (AMA), Paulo Cesar de Jesus, afirmou que há menos de um mês esteve no local e verificou o curso d’água e a cachoeira em bom estado de conservação.

Após o Diário publicar o problema, a direção do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e representantes da Unesp convocaram uma reunião com a gerência do Instituo da Pesca. A primeira medida foi a interrupção da captação de água. O Instituto da Pesca afirmou na terça-feira, em nota, que nos últimos dias, “excepcionalmente, o Instituto realizou a captação em um volume maior de água do reservatório para enchimento dos novos tanques que compõem a estrutura do Centro”.

Nesta quarta-feira, o diretor do Instituto da Pesca de Rio Preto, Giovane Gonçalves Sampaio, afirmou que mesmo assim o órgão estava retirando metade do que poderia. “Verificamos que a vazão da represa estava caindo. Já vínhamos alertando as autoridades sobre essa situação. Não queremos prejudicar o córrego, pelo contrário, queremos preservar. A divulgação disso foi bom para que façam um estudo e vejam realmente quais são os motivos que estão prejudicando a represa”, afirmou.

 

Cachoeira do antigo IPA - 30032017 Antes e depois do local onde ficava a cachoeira do antigo IPA

O Instituto tem autorização do DAEE para retirada de 110 metros cúbicos de água por hora e devolver - após o líquido passar pelos tanques - 100 metros cúbicos de água no curso do córrego. Os tanques servem para pesquisa com peixes com o objetivo de aumentar a produtividade dos piscicultores na região.

O diretor do DAEE de Rio Preto, Tokyo Hirata, afirma que o Departamento vai reavaliar a outorga. “Estamos discutindo que providências tomar para rever a autorização e o porque diminuiu muito a vazão do córrego”, disse. Técnicos da Unesp também vão participar do estudo que vai avaliar o que está prejudicando a represa do antigo IPA.

Local vai receber vistoria

Policiais Ambientais estiveram na manhã desta quarta-feira na até então extinta cachoeira para verificar a situação. Depois da vistoria, eles enviaram ofício para cobrar explicações do DAEE, órgão responsável pelas outorgas que autorizaram a captação de água. “É no mínimo estranho essa cachoeira secar agora. Tivemos um bom período de chuvas e não estamos em uma estiagem prolongada. Vamos verificar a outorga com o DAEE e verificar se há alguma anormalidade”, afirmou o capitão Alessandro Daleck, da Polícia Ambiental de Rio Preto. 

A cachoeira também deve receber nesta quinta-feira, dia 30, a visita de técnicos e do diretor da Companhia Ambiental do Estado De São Paulo (Cetesb), além de membros do DAEE. Os profissionais vão fazer uma avaliação do setor e verificar qual a vazão do córrego naquele local. Nesta quarta-feira, dia 29, nenhum dos órgãos envolvidos soube dizer qual a vazão exata do córrego Morais, que segundo informações obtidas pelo Diário, diminuiu.  A reportagem esteve no local na terça-feira e encontrou o lugar totalmente seco. Peixes e caranguejos disputavam espaço em poças espalhadas pelo chão. Muitos não resistiram e acabaram morrendo. 

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso