Diário da Região

29/03/2017 - 00h00min

CADÊ?

Em menos de um mês cachoeira do IPA some

CADÊ?

NULL NULL
NULL

Silêncio. Foi o que restou no local onde ficava a cachoeira do antigo Instituto Penal Agrícola (IPA). A queda d’água que formava uma piscina para peixes e outros animais e servia como lazer a moradores da região, não existe mais. Peixes e caranguejos disputam espaço em poças espalhadas pelo chão. Muitos não resistiram e acabaram morrendo. Para a Associação Amigos dos Mananciais (AMA), a responsabilidade pelo desaparecimento em menos de um mês da cachoeira de cerca de quatro metros de altura é de uma captação de água que está sendo feita na represa do IPA para abastecer os tanques do Instituto de Pesca, de responsabilidade do governo estadual.

Da represa sai um curso d’água, hoje quase seco porque o vertedouro também rareou, que vai parar na cachoeira, que integra a Estação Ecológica do Noroeste Paulista (EENP), área de mata nativa controlada pelo Estado. “Tirando água da represa em um nível superior ao que deveria. O curso d’água do córrego Morais que segue e vai desaguar no Piedade simplesmente foi paralisado”, afirma Paulo Cesar de Jesus, presidente da AMA. Onde a água secou, segundo ele, a vegetação vai crescendo, criando outro tipo de ecossistema.

 

Paulo Cesar de Jesus - 28032017 Paulo Cesar de Jesus, da AMA, no local: restaram algumas poças de água e a vegetação cresceu

Paulo considera que a captação poderia ser feita ali, mas em nível mais alto, para pegar a água somente quando o reservatório estivesse bastante cheio. De acordo com ele, no momento o nível do espelho está mais baixo que o normal, com vegetação que antes não aparecia à mostra. Há menos de um mês a AMA esteve no local e o curso d’água e a cachoeira estariam normais. Arif Cais, do Departamento de Zoologia e Botânica do Ibilce, diz que sempre há prejuízo quando água é desviada de seu curso. “Onde a água parou de correr deve ter poças onde devem existir alguns animais mais resistentes, mas não resistirão por muito tempo”, alerta.

O outro lado

Em nota, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) afirmou que autorizou intervenção em área de preservação permanente para implantação de estrutura para a captação de água na Cachoeira do IPA. O órgão garantiu que fará uma vistoria no local para avaliar sobre os motivos do desaparecimento da queda d’água. “Merece um estudo de campo, uma avaliação, não pode tirar conclusão dessa forma. Tem inúmeros fatores que interferem em um sistema”, afirma Sílvio Beraldi, gerente da Cetesb em Rio Preto.

 

Aparelho de captação de água - 28032017 Aparelho de captação de água da represa do IPA: motivo da seca

Segundo ele, a autorização do órgão ao Instituto de Pesca foi para as intervenções para a captação, como obras e canalização. Nesta quinta-feira, 30, o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, estará em Rio Preto para inauguração dos tanques e viveiros destinados à pesquisa no Centro de Pescado Continental da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta). O Instituto de Pesca disse em nota que realiza a captação de água da represa para abastecer os tanques usados em estudos e que a captação é autorizada pela Cetesb. 

“Nos últimos dias, excepcionalmente, o Instituto realizou a captação em um volume maior de água do reservatório para enchimento dos novos tanques que compõem a estrutura do Centro. Porém, a partir do momento que esses tanques estiverem cheios, o volume de água captada será menor”, garantiu. Alegou também que interfere na situação o início do período de estiagem e que a falta de proteção dos mananciais ao redor do reservatório impacta diretamente a recarga de água. A reportagem entrou em contato com o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), responsável pela concessão da outorga para captação de água e de responsabilidade do Estado, mas não obteve retorno.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso