Diário da Região

10/03/2017 - 00h00min

PARALISAÇÃO

Atendimentos pelo SUS serão suspensos no Ielar

PARALISAÇÃO

Millena Grigolete Silvia teve a filha Bruna no Ielar, há oito anos, e continua sendo paciente
Silvia teve a filha Bruna no Ielar, há oito anos, e continua sendo paciente

Os cerca de 40 médicos do Hospital Ielar anunciaram que não farão os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) a partir da meia-noite do próximo sábado, 11. O motivo alegado é a falta de regularidade nos pagamentos feitos pela Prefeitura de Rio Preto, o que estaria causando o atraso nos pagamentos dos profissionais. O comunicado chegou à Secretaria da Saúde nesta quinta-feira, 9. Segundo o administrador, Luiz Oliveira, os pagamentos dos médicos estão atrasados de dois meses e meio a três meses. 

A dívida vencida, segundo ele, é de pelo menos R$ 1 milhão. Luiz diz que está tentando dialogar com a categoria para que os serviços não sejam interrompidos. “A ideia do Ielar é que não pare.” O administrador afirma que tentará fazer pelo menos parte do pagamento entre os dias 20 e 30 de março, quando os médicos recebem, e firmar um acordo. Com a suspensão, deixam de ser realizados 6,3 mil atendimentos mensais do SUS. Os salários do restante dos cerca de 320 colaboradores, como enfermeiros e radiologistas, estão em dia e eles continuarão trabalhando. 

A paralisação dos médicos é por tempo indeterminado e foi decidida em assembleia da categoria nesta quarta-feira, 8. Vão ser interrompidos atendimentos de urgência, emergência e ambulatório. Os pacientes que estão sendo internados continuarão sendo tratados e, conforme terem alta, o hospital será esvaziado. Esta será a segunda vez que o Ielar deixa de atender os pacientes da rede pública – a primeira foi em 2014. Os convênios, que correspondem a cerca de 10% da demanda do Ielar, continuarão sendo atendidos normalmente.

A verba que estaria faltando é de de R$ 12 milhões e foi aprovada pela Câmara Municipal no orçamento do município deste ano. Seria pago R$ 1 milhão por mês, mas nenhum depósito ocorreu ainda, segundo a unidade. A manutenção do Ielar custa R$ 2,5 milhões por mês. Desses, R$ 1,4 milhão vem por meio de convênio do SUS com a Prefeitura e R$ 100 mil de telemarketing. O R$ 1 milhão da verba, segundo o administrador Luiz Oliveira, seria o necessário para fechar as contas no azul. Ele prefere não trabalhar com a possibilidade do hospital fechar. “É muito possível que os prestadores de serviço comecem a parar também. O cerne do problema é a falta de dinheiro”, diz.

 

Arte - raio-X do Ielar - 10032017 Clique na imagem para ampliar

O secretário de Saúde, Eleuses Paiva, garante que a verba de R$ 1,4 milhão está em dia. Sobre a verba destinada ao terceiro setor, a Prefeitura informou em nota que todas as entidades estão com dificuldades para se adequarem à nova lei. “A verba está sim prevista, porém o hospital ainda está com pendências de documentação que precisa ser entregue à Prefeitura”, disse. Por sua vez, o Ielar disse que entregou todos os documentos pedidos e que a Prefeitura não deu retorno sobre o que estaria faltando.

Se o Ielar parar de vez, a verba que vai para ele deverá ser reordenada para HB e Santa Casa. Eleuses Paiva não descartou a possibilidade de pedir a colaboração de hospitais privados durante a paralisação se a demanda não puder ser absorvida pelos públicos. “É uma contribuição social e humanitária.” Silvia Gouveia, dona de casa de 46 anos, teve a filha Bruna no Ielar há oito anos. “A gente faz todos os exames dos postinhos aqui. Fora outros também que vêm para cá, teste ergométrico, ultrassom, raio-x. É o lugar mais perto. Com certeza vai fazer falta”, acredita.

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha?
Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso