Diário da Região

26/01/2017 - 00h00min

APOIO EMOCIONAL

Em busca de manter viva a linha da vida

APOIO EMOCIONAL

Johnny Torres Sheila Agnes Focaccia, voluntária há 11 anos, em atendimento
Sheila Agnes Focaccia, voluntária há 11 anos, em atendimento

O Centro de Valorização da Vida (CVV) de Rio Preto busca ao menos 30 voluntários para voltar a atender 24 horas por dia nos sete dias da semana. A equipe já chegou a ter 60 pessoas, mas o grupo diminuiu e atualmente só tem 20, o que fez com que o projeto reduzisse de duas para uma o número de linhas telefônicas e também diminuísse a quantidade de horas de atendimento, para 14 horas. Atualmente, a média de atendimentos do CVV é de 1,5 ligações por mês, com o reforço de novos voluntários poderia chegar a atender 2 mil ligações.

“Já atendemos 24 horas por mais de 30 anos e depois foi acontecendo a saída de alguns voluntários e tivemos que diminuir nosso horário de atendimento, mas nossa ideia é voltar gradativamente a atender em horário maior. A gente sabe que as pessoas precisam conversar e muitas vezes não têm como fazer isso”, disse Sheila Agnes Focaccia, voluntária no CVV há 11 anos. Segundo ela, o número atual de voluntários é insuficiente para atender nas duas linhas telefônicas e funcionar 24 horas por dia, o que seria o ideal.

Para tentar suprir essa necessidade, o CVV realizará, entre 28 de janeiro e 1° de abril, curso para recrutamento de pessoas que estão dispostas a ajudar. O interessado precisa dedicar semanalmente 4h30 do seu tempo, carga que é cumprida de acordo com a disponibilidade da pessoa. “O tempo de trabalho quem faz é o voluntário, pode ser de manhã, à tarde ou à noite. E além desse dia semanalmente, tem um plantão por semana que é o revezamento que fazemos devido ao número de voluntários que estamos atualmente”, afirma Sheila.

Quem liga para o CVV quase sempre está passando por um momento difícil na vida ou simplesmente precisa de alguém para compartilhar impressões e sentimentos. “As pessoas precisam ser ouvidas, elas necessitam contar como determinada situação pesou e, muitas vezes, elas não têm com quem se abrir.” Para se tornar um voluntário, basta ter tempo e disposição para ajudar no trabalho, que é apenas o de ouvir. “O trabalho do CVV é voltado para atender, ouvir e compreender, sem julgamentos e preconceito, as pessoas que ligam precisando conversar e contar os problemas”, diz o voluntário e coordenador Francisco Garcia.

O curso de capacitação gratuito será oferecido aos interessados em fazer parte do grupo com o objetivo de orientar a ouvir o próximo de uma forma diferente, sem influências ou opiniões pessoais. “Todo o atendimento é baseado no método científico de Carl Roger, que definiu que o seu problema e a solução estão em você. Quem liga desabafa e, à medida que vai se abrindo, interioriza o que está passando e consegue achar suas próprias respostas”, ressalta Sheila. “Nós somos seres sociais por natureza, então nós precisamos uns dos outros. A falta disso pode desencadear transtornos em quem tem uma predisposição a isso”, explicou a Sheila, reforçando a importância de ouvir sem julgar.

Serviço

Qualquer pessoa com mais de 18 anos pode ser voluntária, mas antes tem de passar por um treinamento. O curso vai acontecer em todos os sábados entre os dias 28 de janeiro e 1° de abril. É de graça e não há limite de vagas. Quem quiser participar já pode se inscrever na sede do CVV, na rua Tiradentes, 2.266, bairro Boa Vista, ou por email secretaria.riopreto@cvv.org.br. Mais informações pelo telefone 3233-4111

 

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

Não lembro a minha senha!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso