Esportes

  • Segunda-feira, 26 de Junho
  • A vida bem preenchida torna-se longa!
Esportes

Matéria

Sexta-feira, 21.04.17 às 00:00 / Atualizado em 20.04.17 às 22:56

Amazona rio-pretense no Rio de Janeiro, a 1ª etapa da seletiva

Ozair Júnior
Guilherme Baffi Mariana Scomparim - 21042017
Mariana Scomparim começa a disputar vaga para representar o Brasil na Argentina

A amazona Mariana Scomparim, de 15 anos, da Hípica Villa Real, de Rio Preto, disputa a partir desta sexta-feira, 21, até domingo, a 1ª etapa da seletiva para o Campeonato Sul-Americano de Hipismo Clássico (saltos) na categoria Pré-Junior (15 e 16 anos). Ao todo, o evento na Sociedade Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro, reúne cerca de 50 jovens cavaleiros e amazonas, de 12 a 18 anos. O Sul-Americano será de 2 a 8 de outubro, na Argentina.

Mariana compete nos circuitos com obstáculos com 1,30 metro de altura. “A expectativa está grande, mas tenho de me manter racional na pista, deixar o emocional de lado e entrar concentrada para dar o meu máximo”, afirmou a amazona. Nesta quinta-feira, Mariana já fez o reconhecimento da pista com seu cavalo, o Espetacular. “Estou com ele há menos de um ano, mas já formamos um bom conjunto.”

A vaga no Sul-Americano não será tão simples de conseguir. Ao todo serão quatro etapas e o competidor precisará ir em pelo menos duas, além de conseguir resultados para ficar entre os três melhores de cada categoria. Além da etapa carioca, simultaneamente ocorre uma seletiva em Recife. Depois, acontecerão etapas da seletiva em Brasília, de 25 a 28 de maio, e em Curitiba, de 15 a 18 de junho.

No Rio, serão quatro percursos do fim de semana e Mariana fará sua primeira competição com obstáculos com 1,30m de altura pela troca de categoria - era mirim, obstáculos a 1,20m. Aliás, nesta altura, a amazona de Rio Preto foi campeã brasileira no ano passado e ficou em 7º lugar no Sul-Americano. “Tenho várias amigas que montam bem, mas a maior concorrência é comigo mesmo. Agora é controlar a adrenalina”, disse Mariana. “É um prêmio ter essa vivência do Sul-Americano, dá mais experiência, pois lá o nível foi mais forte”, emendou.

Cada amazona tem um tempo para completar o percurso. Vence aquela que cometer o menor número de faltas (derrubar obstáculos) e no menor tempo. São cinco anos de hipismo da rio-pretense, que coleciona ainda o 2º lugar no Sul-Americano por equipes, além do título do ranking paulista 1,10m. Ao todo serão oito vagas na disputa na Argentina. Três definidas na seletiva, três no Campeonato Brasileiro e duas por indicação da Confederação Brasileiro de Hipismo (CBH).

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.