Economia

  • Segunda-feira, 22 de Maio
  • A tarefa de viver é dura, mas fascinante
Economia

Matéria

Sexta-feira, 17.03.17 às 00:00 / Atualizado em 16.03.17 às 22:09

Rio Preto obtém o melhor saldo de geração de emprego em 21 meses

Elton Rodrigues
Divulgação Setor de telemarketing - 17032017
Setor de serviços, que inclui telemarketing, teve saldo positivo de 663 contratações em fevereiro

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Divulgação Setor de telemarketing - 17032017
Setor de serviços, que inclui telemarketing, teve saldo positivo de 663 contratações em fevereiro

Depois de um 2015 que entrou para a história de Rio Preto como o primeiro ano em que a cidade teve mais demissões que contratações e de um 2016 que seguiu no mesmo ritmo, o mercado de trabalho reagiu no município. Em fevereiro, o saldo foi positivo em 503 contratações. Rio Preto não registrava uma marca assim desde maio de 2015, quando o saldo positivo foi de 754 empregados. De lá para cá, só foram registrados saldos negativos e apenas três pequenos resultados positivos.

No mês passado, foram 4.789 contratações e 4.286 desligamentos, saldo de 503 pessoas empregadas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira, dia 16, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O setor responsável pelo bom resultado foi o de serviços. Só nessa área, foram 2.471 contratações e 1.808 desligamentos em fevereiro, saldo positivo de 663.

O economista Edgar Antonio Sbrógio, delegado de Rio Preto do Conselho Regional de Economia (Corecon), afirma que esse é um dos números que mostra que a economia está se recuperando. “O que nos dar a impressão é do início de uma recuperação, porque não é um resultado isolado. Outros setores estão registrando saldos positivos consecutivos. Não é algo que se deva soltar foguetes, mas pelo menos parou de cair”, disse o economista.

O especialista afirma que outro bom indicador de recuperação da economia está no setor de embalagens. “A produção de papelão ondulado para embalagem aumentou 12% no mês de janeiro, isso é um sintoma de retomada bastante usado pelos economistas. O setor de embalagem é o primeiro que para e o primeiro que se recupera”, afirmou.

 

Arte - Saldo de emprego - 17032017 clique na imagem para ampliar

Negativos

Os números de Rio Preto só não foram melhores porque os setores de comércio, construção civil e indústria não acompanharam o bom desempenho do setor de serviços. Mostrando que ainda não está recuperado, o comércio fechou o mês passado no negativo. Foram 1.219 contratações diante de 1.375 demissões.

A construção civil também não foi bem e mais demitiu - 519 desligamentos - do que contratou - 432 admissões, saldo negativo de 87. No acumulado dos últimos 12 meses, Rio Preto permanece no negativo, no geral. Foram 54.866 admissões e 57.886 desligamentos, saldo negativo de 3.020.

Brasil

A economia brasileira criou 35.612 novas vagas de emprego formal no mês de fevereiro. Esse foi o primeiro resultado positivo após 22 meses seguidos com queda do número de empregos formais - desde março de 2015. Para os meses de fevereiro, esse é o primeiro resultado positivo desde 2014. O número foi comemorado pelo presidente Michel Temer. “É preciso começar e o começo veio por essa notícia que estou dando a vocês.”

“Vocês sabem que a economia brasileira volta a crescer e os sinais desse fato são cada dia mais claros”, disse Temer em uma entrevista coletiva convocada no fim da manhã para a divulgação dos dados. Para o presidente, o número representa “o começo depois de 22 meses negativos”. Ele destacou que a reação do mercado de trabalho dá possibilidade de vida digna aos mais de 35 mil brasileiros que retornaram ao mercado de trabalho formal.

Indústria temleve melhora

O nível de emprego industrial na região de Rio Preto - composta por 102 municípios - cresceu 0,21% no mês de fevereiro, comparado ao mês anterior, um aumento de aproximadamente 200 postos de trabalho. Com isso, a cidade chegou a um acumulado de 0,76% no ano, o que significa geração de 650 postos de trabalho. Mas, no acumulado de 12 meses, a queda é de -3,29%, ou seja, 2.950 postos de trabalho fechados.

O resultado positivo foi influenciado pelas variações positivas de produtos alimentícios (2,08%), veículos automotores e autopeças (0,69%) e coque, petróleo e biocombustíveis (0,40%), que foram os setores que mais influenciaram o cálculo do indicador total da região. Os dados são da Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo feita pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp e do Ciesp (Depecon), divulgada nesta quinta-feira, dia 16.

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.