Diário da Região

03/10/2019 - 00h30min

Diário da Gratidão

Lições de coordenação e concentração

Alunos de escola do Parque da Liberdade aprenderam sobre o badminton

Fotos: Johnny Torres Crianças equilibram peteca em raquete na escola Antonio Espada Filho, sob orientação do professor Roberto Leal
Crianças equilibram peteca em raquete na escola Antonio Espada Filho, sob orientação do professor Roberto Leal

Uma rede, uma raquete, uma peteca e muita alegria. Toda turma da escola Antonio Espada Filho, no Parque da Liberdade, em Rio Preto, aprendeu, nesta quarta-feira, 2, os primeiros passos do badminton, dentro da programação da campanha "Doe seu tempo e seu conhecimento", do projeto Diário da Gratidão.

A modalidade olímpica, praticada com raquete e peteca, foi ensinada pelo professor Roberto Leal, que mostrou a prática do esporte de forma lúdica e usou conceitos de cooperação, integração, coordenação motora, socialização, concentração e até estimulou a competitividade entre as turmas maiores do colégio.

Primeiro, com os menores de 4 e 5 anos, o professor apresentou os objetos da modalidade e depois explicou que eles tinham que controlar uma bexiga, com a raquete, sem deixá-la cair no chão.

Em outra dinâmica, que envolvia senso de direção e coordenação fina, a turma formou um trenzinho e eles não podiam deixar a peteca cair da raquete enquanto andavam.

"Gostei de fazer o trenzinho e também de bater com a raquete na bexiga", disse a pequena Yasmin, 5 anos. "Eu gostei de bater na peteca e também de conseguir andar com ela na raquete sem deixar cair", afirmou Rebeca, 5 anos.

Para as turmas maiores, de 7 a 11 anos, Roberto ensinou atividades com senso de competição e coordenação motora. Dividida em equipes, ao som do apito, a galera tinha que jogar a peteca do outro lado da rede com a mão e aquele que ficasse com menos petecas do seu lado era o vencedor. "Gostei muito de jogar. É muito divertido. Bati na peteca e consegui acertar quase todas", contou Laura, 7 anos.

"É um esporte muito lúdico na iniciação esportiva. Através de uma brincadeira, sem perceber, eles acabam jogando. Além da oportunidade de massificar o esporte, também apresentamos atividades que eles vão desempenhar com prazer, que é acertar a raquete na peteca ou na bexiga, como foi o caso hoje", explicou Roberto, que também falou sobre sua participação. "Para mim foi de grande valia. A mensagem foi passada para as crianças e para as escolas. Tenho certeza que quando verem em algum lugar o badminton, elas vão se lembrar de ter jogado na escola e usado uma peteca e uma raquete", concluiu.

Programação

Nesta quinta-feira, 3, a campanha "Doe seu tempo e seu conhecimento" chega ao penúltimo dia de atividades. A jornalista Elma Bassan, a psicóloga Kátia Ricardi, o maestro Paulo de Tarso e o diretor do Museu de Paleontologia Pedro Candolo, da cidade de Uchôa, Gustavo Dalla Dea, visitam as escolas Pinóchio, Antonio Espada Filho, Norberto Buzzini e Cachinhos de Ouro, respectivamente.

Paz, palhaçada, atletismo e judô

Nesta quarta-feira, 2, a facilitadora de processos circulares Jocelaine Junqueira, a atriz e palhaça Gisele Lançoni, o preparador físico Henrique Morita e o sensei de judô Léo Mansor concluíram suas participações na campanha, ao visitarem as escolas Pinóchio, Norberto Buzzini e Cachinhos de Ouro, respectivamente.

"Esse projeto é de extrema relevância social. Aprender a agradecer, vivenciar a gratidão é muito importante. A minha perspectiva com esse trabalho foi a melhor possível", analisou Jocelaine.

"Fui muito bem acolhida nas escolas pelas coordenadoras, diretoras e as crianças, principalmente. É muito bom, reconfortante. Acho essa iniciativa muito valiosa e foi uma honra ter participado", disse Gisele. "Todas as crianças participaram e foi muito bacana. Passar alguma coisa para alguém, fazer um trabalho de base, acrescentar algo na vida de alguém sempre é muito legal", disse Henrique.

"Terminamos com chave de ouro. Atendemos todas as crianças e o balanço que faço é positivo. Pude me revigorar como profissional e pessoa", disse Léo. (MS)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.